Com Aline Rocha à frente, como porta-bandeira, delegação brasileira desfila no Estádio Olímpico de PyeongChang. Foto: Daniel Basil/MPIX/CPB
2018Abril – Dr. Arthur Hoffmann – Últimas Notícias

A primeira mulher brasileira a participar de uma paralimpíada de Inverno. É sob essa nomenclatura que a paratleta Aline Rocha está em Pyeonchiang na Coreia do Sul, representando nosso país. E não bastasse o feito merecido e inédito de ter conquistado a vaga para as disputas, nesta sexta-feira 9, a emoção foi ainda maior com ela sendo a porta-bandeira da delegação brasileira a durante a cerimônia oficial de abertura dos jogos.

A delegação brasileira desfilou com 12 integrantes, levando em conta também técnicos e profissionais de área médica. “Foi tudo perfeito. Quando me entregaram a bandeira, todos vibraram. Acho que conseguimos passar toda a nossa alegria quando entramos. Foi pura emoção, estamos todos em êxtase” comentou Aline. que completou “O esporte é maravilhoso, tem o poder de mudar vidas. É incrível poder fazer parte de tudo isso”, completou a jovem de 26 anos.

(Foto: Reprodução Instagram Aline Rocha)
.

Nesta sábado, Aline faz seu último treino antes da primeira de suas três provas individuais: os 12km do esqui cross-country, competição de fundo, comparável à maratona no atletismo.

Além de Aline, representam o Brasil, o adolescente Cristian Ribera, de 15 anos,  é o caçula dos Jogos Paralímpicos de PyeongChang. Ele está inscrito nas mesmas provas de Aline Rocha no esqui cross-country. Também estreia neste domingo, dia 11. O veterano André Cintra, de 38 anos, disputará o snowboard a partir de segunda-feira em sua segunda Paralimpíada de Inverno.

Com informações: Rede Nacional de Esporte

Comentários
Compartilhar
Alessandra de Barros
Jornalista, formada pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc) e pós-graduada em Marketing Digital e Mídias Sociais. Atua no ramo desde 2011 e possuí experiência também como produtora e repórter de televisão.