Obras da Havan em Joaçaba.

Em nota nota encaminhada pela Associação Comercial e Industrial do Oeste Catarinense (ACIOC), na tarde desta terça-feira, 14, entidades do município se manifestaram em apoio a Prefeitura após a divulgação de um vídeo no qual o dono da Havan, Luciano Hang, critica a burocracia encontrada em Joaçaba para a instalação de uma das lojas da rede.

O vídeo ganhou destaque nas redes sociais e foi motivo de uma reportagem aqui no Portal Éder Luiz, na qual o empresário Luciano Hang fez questão de esclarecer que não se tratava a uma crítica ao município ou aos joaçabenses, mas sim as leis atrasadas e que impedem o desenvolvimento local. Clique Aqui e Leia a Reportagem!

.
Colmeia – Últimas Notícias

O Manifesto, assinado por entidades representativas, diz de forma geral que a lei tem que ser para todos, mas, ao mesmo tempo, reconhece a necessidade de modernização da atual legislação do município. A nota também reconhece a importância da instalação da Havan para o desenvolvimento não só de Joaçaba, mas de toda a região.

Leia a íntegra:

Manifesto de Apoio ao Município de Joaçaba

Com relação ao vídeo que está circulando pelas redes sociais em que o Sr. Luciano Hang, proprietário da HAVAN, fala sobre a legislação do Município de Joaçaba, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a Associação Comercial e Industrial do Oeste Catarinense (ACIOC), a Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Joaçaba (OAB), Sindicato dos Contabilistas de Joaçaba e Região (SINDICONT), Sindicato dos Lojistas de Joaçaba e Região (SINDILOJAS), Sindicato do Comércio Atacadista (SindiAtacadista) vem a público manifestar apoio ao município de Joaçaba quanto ao cumprimento das leis, sem qualquer distinção econômica ou social.

O combate às práticas que levam à corrupção passa, necessariamente, pelo respeito às leis, tanto pelo Poder Público que está obrigado ao princípio da legalidade (art. 37, cf) quanto pelo cidadão (art. 3º, licc – decreto-lei 4657/42).

Não deverá o poder público deixar de aplicar suas leis cedendo a qualquer interesse privado, ainda que tenha relevante reflexo econômico e social. Entendemos que a atual legislação é restritiva e necessita de ajustes e, por esse motivo, não poupamos esforços para garantir sua modernização. Que se revejam as leis, como tem feito o Poder Público municipal de Joaçaba (executivo e legislativo), mas jamais sejam simplesmente ignoradas.

Não obstante, consideramos a instalação do empreendimento em Joaçaba como relevante para o desenvolvimento econômico de toda a região com o apoio das entidades supracitadas.

E qual a sua opinião sobre o tema? Responda a nossa enquete!

Atuando há mais de 20 anos na Comunicação, com experiência em emissoras de rádio e televisão, em 2009 o Jornalista Éder Luiz inicia uma nova forma de trabalho na região Meio-oeste Catarinense, o Jornalismo Digital. Hoje o Portal Éder Luiz é referência em informação com credibilidade, recebe mais de 500 mil visitas por mês e são vistas 1 milhão de páginas. Entre em contato pelo (49) 9 8851-5151 e jornalismo@ederluiz.com.vc.

43 COMENTÁRIOS

  1. Será que os Presidentes das entidades que defenderam as lambanças de um funcionário da Prefeitura,não sabem que não apitam absolutamente nada???? se reuniram,se combinaram,e a emenda saiu pior que o soneto????

  2. Excelente explanação do Sr Euclides Riquetti,vai fazer com que as entidades acobertadoras,reflitam um pouco..e antes que me esqueça,NÃO APAREÇAM NA INAUGURAÇÃO..DEIXEM O POVO CURTIR!!!!!!

  3. Aproveitem e usem a energia e o poder que Vossas Senhorias têm, bem como a facilidade aos meios de comunicação, para sugerirem a alguns estabelecimentos que têm um limitadíssimo número de WCs, para que os melhores. E isso se aplica também a Herval d´Oeste. Registre-se o esforço de Jorge Dresch e de João Sampaio, secretários municipais, em propor projetos e promover a discussão, para destravar a gestão pública e desengessar nossas leis. E, aos leitores, busquem informações no site do IBGE Cidades, e vejam em que nós progredimos e em que nós regredimos.

  4. O Comentário do funcionario da Prefeitura,onde ele publica as normas e leis,não funciona..foi solicitado para Havan,uma exorbitancia de banheiros,ou o dono da Havan é mentiroso???? existem várias situações de desistencias,em aberturas de comércio em Joaçaba..ou os Vereadores são mentirosos????

  5. Desculpem-me, senhores e senhoras dirigentes das entidades signatárias do manifesto, mas Vossas Senhorias sabem que as leis de Joaçaba são retrógradas. Falem com os contadores lúcidos e descobrirão quantas empresas já tiveram que fazer seus registros em outras cidades porque aqui é impossível. E há um consenso na cidade de que as entidades são “chapa branca”. Isso nem quero discutir, acho que têm mesmo que defender a cidade. Mas reflitam e vejam que o desenvolvimento está acontecendo porque há empreendedores determinados, serviços de educação e saúde que trazem muitas pessoas e dinheiro para cá. Defender o indefensável é meio difícil… Então, evitem de ir à inauguração da Havan. Deixem que o povão vá lá e se divirta. E aproveitem para irem incentivando a abertura de uma farmácia e de um caixa bancário aqui na cidade alta, que, então, não precisaremos ir inchar de carros as ruas centrais.
    Estive no domingo com um grupo de 14 amigos na Havan de Porto União, que acredito ter sua planta muito semelhante à daqui.

  6. Eder, vc faz um belo trabalho, levando informação as pessoas, peca em muitas vezes na sua falta de imparcialidade, como pode se observar no título dessa matéria. O texto é bem claro, as entidades se manifestam em prol do nosso Município, e não da administração pública … o que todo munícipe deveria fazer, falar bem da nossa cidade e trabalhar para corrigir o que está errado … senão ame-a ou deixe-a …

    • Bom dia José. Segue o título enviado pela própria Acioc: “Caso Havan: Manifesto de apoio a Prefeitura de Joaçaba”. Note que não foi este portal que definiu como apoio a prefeitura, mas sim a própria entidade que encabeça a nota. Só reproduzimos aquilo que chegou até a redação em e-mail da Acioc. No mais, agradecemos pela consideração e seguimos com a máxima que você mesmo colocou em seu comentário, trabalhando para mostrar cosias boas e exaltar nossa cidade. Forte Abraço!

  7. Leo, ajude o seu amigo e atualize ele, no site https:leismunicipais.com.br/a1/sc/j/joacaba/lei-complementar/2007/14/134/lei-complementar-n-134-2007-dispoe-sobre-normas-relativas-as-edificacoes-do-municipio-de-joacaba-estado-de-santa-catarina-codigo-de-edificacoes-e-da-outras-providencias-2013-08-09-, você encontra a lei 134/2007 que compõe o plano diretor de Joaçaba, mas para poupar o seu trabalho, segue abaixo parte dela, o Art. 62 onde regulamenta a questão dos sanitários, se a loja do seu amigo é de +/- 100m² ele necessita de 1 (um) banheiro, agora se ele estiver construindo uma loja de 7 mil m² ele vai precisar de 2 (dois) no mínimo … como a Loja da Havan, espero que tenha contribuído para que não escreva novamente sem ter conhecimento.

    Art. 62 Todas as unidades das edificações comerciais deverão dispor de instalações sanitárias nas seguintes quantidades mínimas:

    I – para áreas construídas de até 150,00m² (cento e cinquenta metros quadrados) será obrigatória a construção de, no mínimo, 01 (um) sanitário (sendo 01 (um) vaso sanitário e 01 (um) lavatório);

    II – para áreas construídas acima de 150,00m² (cento e cinquenta metros quadrados) será obrigatória a construção de, no mínimo, 02 (dois) sanitários (sendo 01 (um) vaso sanitário e 01 (um) lavatório por sanitário), constituindo 01 (um) de uso masculino e 01 (um) de uso feminino;

    III – quando se tratar de conjunto de lojas ou salas comerciais autônomas em um mesmo pavimento poderá ser feito um agrupamento das instalações sanitárias, observando a obrigatoriedade de no mínimo 02 (dois) sanitários (sendo 01 (um) vaso sanitário e 01 (um) lavatório), constituindo 01 (um) de uso masculino e 01 (um) de uso feminino;

    Parágrafo único. As instalações sanitárias atenderão às condições relativas à acessibilidade universal e cumprirão as exigências dispostas nas normas técnicas de acessibilidade da ABNT, assim como deve ser atendida a legislação federal específica em vigor. (Redação dada pela Lei Complementar nº 348/2017)

  8. A Havan é a nossa esperança para o comércio, e o Luciano Hang tem toda razão, as entidades que fiquem quietas, pois todos sabem dos cargos políticos distribuídos para essas entidades, RIDÍCULO. Parabéns ao Luciano Hang pela iniciativa, determinação e verdades.

    • Quem move a cidade e sua economia não é essa Poderosa, vai ajudar? Sim. Quando uma economia depende de uma Grande Empresa, que cresce de forma desproporcional a tudo, o risco é muito Grande. Por que aquilo que sobe muito rápido …
      Mas que venha, que de certo, mas nada é tão importante como aqueles que aqui já estão.
      “Não importa o quão indestrutível o império pareça. Pode durar séculos, mas ele inexoravelmente vira pó.”
      Mas os pequenos perpetuam

  9. Toda a sociedade da região,sabe que para um Empresário da cidade de Joaçaba,abrir a casa Containner Vintage, o tal cara da Prefeitura exigiu vários banheiros,ou o Empresário é mentiroso??? mas alguns coleguinhas do mesmo,vão defende-lo !

  10. Daqui uns dias o grupo Pegoraro muda a sede pra outra cidade, dai vai ter manifesto tbm pedindo pra ficarem?? Ou vcs acham que os caras vão ficar nessa cidade atrasada pra sempre??!! Duvido, mas duvido que ja não recebram mil propostas para saírem dessa “megalópole” chamada joaçaba.

  11. A lei é para todos e deve ser cumprida de maneira igualitaria. Diante do fato da legislação municipal, podemos concordar que é defasada, obsoleta, no entanto, ainda esta em vigor, e vigorando deve ser aceita e respeitada. O empreendimento da Havam para região vai ser muito benefico, mas não pode chegar aqui e achar que esta acima de qualquer outra entidade ou ate mesmo da lei.
    Alem do manifesto de apoio a prefeitura, uma nota de repudio desses orgãos à exponção do sr. Luciano seria bem vinda.Respeito acima de tudo.
    Aproveitando a oportunidade, em dizer que o povo reclama muito e nunca esta satisfeito com nada, alguns aqui reclamam dos sindicados mas em qualquer problema em suas respectivas areas recorem a eles,se houver alteração nas leis municipais vão volta a reclamar e ficar insatisfeitos caso necessitem trabalhar em finais de semana, feriados, etc. Reclamam demais, das leis, do pais, da cidade, da administração, mas ninguem mexe um dedo para procurar mudanças, gostam apenas de serem lembrados por “memes”…esse é o Brasil.

  12. A região agradece a vinda da Havan. Já que não deu certo em Caçador… Ficamos felizes que tenha ido pra Joaçaba. Precisamos de opções diferentes no comércio. Monopólio e essa mania de barrar novidades em pleno século 21 não funciona mais.

  13. Cesar a lei dos banheiros existe sim…. procure se informar…. um colega esta contruindo sala comercial de + – 100 metros e a prefeitura exigiu CINCO ( 5 ) banheiros…. haja cagao ou mijao pra tudo isso…. vergonha leis fracas antigas ultrapassadas….

  14. A última vez,que lí um manifesto,foi do Presidente Rui Pimenta do PT,repudiando veementemente o trabalho do Juiz Moro na Lava-jato..o teor do documento,era fortíssimo..ele querendo justificar,oINJUSTIFICÁVELLLL

  15. negativo, não importa quem seja, pode ser multibilionário, não tem nenhum direito de chamar nossa cidade e nosso povo de lixo!
    O empresário Luciano da Havan foi muito bem recebido em nossa cidade, por todas as entidades que assinaram o manifesto. Se hoje existe uma loja em construção, foi porque todas essas entidades deram sua contribuição para que fosse uma realidade.
    Agora fica fácil cuspir no prato que comeu.
    Um empresário com toda essa bagagem e pompa deveria no mínimo agir a altura do seu conhecimento e não como um babaca.
    E é bom deixar claro, que está história de banheiro nunca existiu. Somente os tolos acreditam.

  16. A OAB,de Joaçaba,deveria publicar uma nota de repúdio,para esse empresário da Havan,que só falou mal do nosso País..isso é inconcebível!!!!! oNDE JÁ SE VIU,FALAR MAL DE NOSSA PÁTRIA..EU REPUDIO!!!!!

  17. pessoal esta lei vem de administracao atras a anos nao de esta mas ta mudando ce a prefeitura e a camara de vereadores desta nao tinha mudado a lei a havan nao vinha

  18. Não apoio a situação de citar nossa cidade como foi em uma palestra, mas a situação foi boa para os cidadães de joaçaba reverem o que nossa cidade passa pelas leis mau formuladas, é dificil saber que uma grande empresa encontrou problemas pra implantar, imaginem pequenas empresas com sofrem pois não tem esta repercussão, mesmo sabendo que a Havan sera um grande beneficio, outras empresas pequenas também ajudaram……

  19. Todos esses ai que fizeram o manifesto de apoio, só servem pra encher o saco. Pq não fazem manifesto cobrando a situação do parque, melhorias nas ruas e estradas, e etc??!! Cambada de Zé ruela. Se dependesse da boa vontade “desses naipe” joaçaba nunca terá nada, nunca será nada… Daqui uns dias começam a implicar com o carnaval tbm.

  20. Cambada de babacas essas entidades… todos bunda mole que ficam aí fazendo mimimi e são os que burrocratizam acabam com a cidade. Vão criar vergonha na cara e ajudem a cidade a crescer. Cambada de não vale nada e desocupados.

  21. Essas entidades defendem tanto a concorrência e o livre mercado, exaltam as maravilhas da competitividade, mas quando vem uma empresa mais forte que eles, borram-se todos. Pimenta nos olhos dos outros é refresco.

  22. Lei ultrapassada..antiga..a cidade nao cresce por causa de pessoas com mente antiga ultrapassada…querem mandar na cidade e quando vem alguem e bate de frente e mostra que tem saco roxo…procuram socorro nas instituições com medo de concorrencia pois nao sao capazes de mostrar criatividade para superar a situação…. parabens havan e que venham mais empresas grandes para fortalecer a regiao…

  23. Parabéns ao grupo Pegoraro, que através de sua competência e amizade conseguiram trazer ao nosso município esse grande empreendimento, porque se dependesse dessa administraçãozinha de meia pataca não teríamos “bosta” nenhuma, literalmente. Quando houve o episódio dos banheiros, teriam que vir a público quem manda e, dar explicações para apaziguar os ânimos de todos, mas ficam se escondendo atrás das suas próprias incompetências e, somente com suas falácias de 1º ano, de vamos pensar para todos, isso só enche linguiça e, soa palavras ao vento, não adianta ficarem bravinhos e, jogar a culpa nas costas dos outros. Mostrem que tem culhão e digam o sim e o não claramente, isso em todos os assuntos, seus bandos de jundiás. A população já não é tão idiota como antigamente, nem como vocês pensam. Sr. Luciano falou foi pouco, pois a grande maioria queria falar e, ainda tem essa vontade, podem apostar.

  24. Estou de pleno apoio ao comentário do empresário da Havan Joaçaba poderia ser uma cidade muito melhor se houvesse melhor administração e implantação de leis que contribuíssem para o crescimento positivo da cidade, por causa de leis falhas muitos cidadãos que tem o desejo de abrir seu próprio negócio são impedidos aí nós cidadãos comuns temos que nos unir em massa ao comentário de uma pessoa com tamanha influência e ficar na esperança de que as coisas mudem…

  25. O que fica de bom nesta noticia é que estes sindicatos deverão desaparecer com a nova lei válida á partir de 11/11/17, eliminando a contribuição obrigatória dos empregados.
    Assim não atrapalharão mais a vinda de empresas p/ nossa cidade

  26. Enquanto se preocupao com a vinda da havan.. Que ira doer no bolso dos donos de loja aqui em joaçaba. O prefeito ta fechando escolas que ira doer e mudar a vida de muitas familias ai nem um dos donos de lojas não se manifestao pq eles podem pagar escolas particular..

  27. na inauguracao estarao todos lá…batendo palmas e agradecendo a vinda. Dor de cotovelo porque nunca se movimentaram para mudar os absurdos e o cara veio e abriu a boca e mudou tudo????

  28. Esas entidades deveriam se abster de qualquer coisa . Medo da concorrência??? é bom ter…. Grandes empresas da cidade fechando as portas e ficam fazendo futrica. Ainda não acordaram para a realidade ser presidente de uma destas instituições já não é mais ter poder…..simples assim…..

  29. Fico me perguntando, qual o percentual da população que participou da revisão do plano diretor? Quantas pessoas deram idéias? Quantos foram as reuniões? Criticar é fácil, deixar de assistir o futebol e a novela para participar é difícil. Está na hora de deixar de choro e buscar as mudanças, vamos participar minha gente que só chorando não adianta.

  30. Porque essas “entidades” estão manifestando-se em relação a isso? Não tem nada melhor para se ocupar não? O caro fez um comentário a respeito dos memes que surgiram após o ocorrido com os banheiros da Havan, nada de mais, nada que qualquer um de nós não tenha feito! Essas entidades que vão carpir um lote! Vão se preocupar com o que interessa e não com o comentário do cara! Bando de invejosos, com uma dor de cotovelo, anos tentando barrar a vinda da Havan e agora desesperados não sabem mais o que fazer querem denegrir a imagem da empresa de qualquer forma. Não sei como o Sr. Luciano já não desmontou tudo isso e se mandou desse buraco!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here