A implantação do Estacionamento Digital em Joaçaba, através do qual os motoristas  precisam rotacionar o carro com frequência, desafogou o trânsito das áreas centrais, gerando muitas vagas à disposição dos usuários, diferente do que há alguns meses quando o sistema estava sem funcionamento. Porém, se do lado joaçabense estacionar está mais fácil, em Herval d’ Oeste o cenário é totalmente o oposto.

O estacionamento na cidade, que não tem um sistema de rotatividade, desde o inicio do mês tem recebido, além de seus tradicionais usuários, uma grande quantidade de veículos de pessoas que trabalham em Joaçaba, mas, como não precisam pagar pela vaga, ou rotacionar o veículo optam em deixar o carro nas ruas próximas da ponte Jorge Lacerda e da passarela Atílio Pagnocelli, atravessando a pé para ir até Joaçaba.

.
Carboni – Últimas Notícias

Nesta tarde o portal Éder Luiz percorreu as principais ruas do centro de Herval d’ Oeste e constatou o que as reclamações de muitas pessoas já indicavam: além das vagas estarem lotadas, os veículos permanecem estacionados por várias horas, se não, o dia todo, gerando transtornos para quem precisa encontrar alguma vaga na área central da cidade.

Algo pode ser feito?

Tomando por exemplo as ações que foram feitas em Joaçaba para tentar minimizar os problemas do trânsito, e que ainda estão sendo adaptadas, como é o caso do estacionamento digital, alguns vereadores da cidade vizinha opinaram sobre a situação que acabou refletindo em Herval d’ Oeste.

De acordo com Ricardo Antonello  “o estacionamento lotado em Herval é a prova de que precisamos planejar questões como essa sempre os três municípios juntos. Ainda bem que este ano as conversas começaram a acontecer”, afirmou Antonello.

Concordando com a mesma opinião o vereador Diego Bairros até sugeriu como ideia, um órgão de trânsito integrado entre os municípios de Joaçaba, Herval d’ Oeste e Luzerna.

Comissões estudam mudanças no trânsito de Herval

No início do mês,  a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e a Associação Comercial e Industrial (ACIHO) de Herval em uma reunião que contou  com a presença do Prefeito Américo Lorini,  representantes de entidades e o vereador João Marqueze, como representante da Câmara de Vereadores,  encabecçaram um movimento para que aconteçam mudanças no trânsito do município. A principal alegação das entidades, que estão efetuando um estudo de viabilidade do trânsito da área central, é que o fluxo do trânsito, definição de vagas e sinalização estão completamente equivocados.

Para possíveis mudanças após o estudo, as entidades buscarão o apoio financeiro junto a deputados da região para que o projeto possa ser colocado em prática.

Na oportunidade não foi colocada por esta comissão a viabilidade da implantação de um estacionamento rotativo, mas, depois da implantação em Joaçaba, a ideia deve ser  discutida, neste caso, pela comissão de trânsito do município.


20 COMENTÁRIOS

  1. Quando os hervalenses deixavam o carro em joaçaba ninguem falava nada, mas agora que os joaçabenses deixam o carro em herval da todo esse mimimi ai

  2. Sobre o comentário do colega DUROQUE ninguém está falando sobre qualidade de vida e sim sobre aumentar a arrecadação em prol de entidades beneficentes como APAE, creches e ONG’s. E se eu fosse falar da péssima qualidade de vida da cidade CAÇADOR com certeza não estaria comentando aqui onde estamos falando sobre estacionamento. Como já falei em vários e vários comentários aqui neste site só ficou feio para CDL e Prefeitura de Joaçaba pela péssima Administração da antiga “ZONA AZUL”, que não tiveram a capacidade de mantê-la, sendo assim necessário uma empresa de fora da cidade ganhar uma licitação pública com um valor altíssimo que não vai ter retorno nenhum a cidade, bem como estamos vendo diariamente nos jornais locais, e redes sociais, o pessoal reclamando do atendimento e do sistema falho da atual empresa que cuida do estacionamento “digital”. um abraço DUROQUE

    • Acredito quem reclama é aquele abusado que deixava o carro o dia todo em frente onde trabalha e nunca rotacionava, sou capaz de duvidar que havia conluio com agentes fiscalizadores da zona azul. Se a empresa ganhou a licitação com preço alto é porque não houve empresa daqui com preço menor. Concordo que os impostos teriam de ficar por aqui, mas se houve licitação, foi legal, não há que reclamar. E por fim, a realidade é que ficou bem fácil estacionar, agora não precisa ficar rodando a cidade para achar vaga, pois tem bastante, o preço poderia ser menos mas pelo menos tem vaga.

    • Meu caro amigo, vc não deve conhecer Joaçaba, pois a mesma só tem qualidade de vida por ser ligada a Herval D Oeste, onde é concentrado todos os problemas. Fazer comparativo com Caçador, é descabido pois Caçador tem industrias de grande porte, em vários setores, claro que tem grandes problemas, mas lá é resolvido dentro do município não é transferido para o vizinho. Expliquei ou quer que desenhe?

      • Boa.
        Mas então entramos em outra esfera. A política!!!!
        Queria ver algum político nos explicar por que necessitamos de três municípios, com suas centenas de funcionários e órgãos, para administrar um espaço tão pequeno.
        Será falta de competência ou cabidão de mamatas mesmo?
        Por isso não se vê político desempregado. Tem muitas opções para acomodar os que não são eleitos…
        Mas está chegando a hora. O povo já não respeita mais esses políticos como antes e com certeza vamos começar a trabalhar para destruir estes malefícios.
        Um município só. Já!!!

      • Marcia e Pedro.
        Caçador é uma cidade patológica e tudo gira em torno do primeiro movimento sem terra do Brasil (acho que vcs devem conhecer como Guerra do Contestado). É uma cidade de exemplo de renda mal distribuída, péssimo saneamento, hospital falido. Até a universidade quebrou e criaram aquela fantasia atual. Qualidade de vida tem haver com mobilidade urbana, então o Sr. Pedro também deve entender de nada. A bandidagem de Caçador só não é pior porque tem Calmom, Matos Costa e aquele outro fim de mundo lá que não lembro o nome para segurar os crimes hediondos longes da mídia. Vou desenhar uma coisa pra você Marcia: faça uma pesquisa e pergunta quem é favorável a unificação dos municípios. Verá que joaçabense acolhe a ideia muito mais que hervalense, pois Herval terá que deixar de ser assistencialista, aliás, como Caçador é mesmo com sua enormes empresas (que em grande maioria gira no ramo da madeira – extrativista – basta saquear).

  3. A acomodação e a cultura da preguiça nas 3 cidades (Joaçaba, Luzerna e Herval) é impressionante. Se não tem estacionamento cobrado o povo reclama, se tem reclama, nunca estará bom para todos. Fato é que metade desses carros são de hervalenses com certeza. Outra metade é de joaçabenses que com razão deixam lá evitando o pagamento do estacionamento e logo a rotatividade. Convido a você que mora no centro de Herval e no Centro de Joaçaba a ir trabalhar a pé. Isso caminhando. Deixe seu carro em casa. Deixe a vaga de estacionamento na rua para aqueles que vem de outras cidades, que vem de bairros distantes. Convido você morador do centro a caminhar, a tirar a bunda da cadeira. Caminhar 3, 4 ou até mesmo 5 quadras fará um bem para você e para todos.

  4. O problema de vagas em Joaçaba está sendo resolvido, não era essa a idéia? Sobre Caçador (que baita exemplo de qualidade de vida naquela cidade) são propostas diferentes. Desde quando isso é uma consulta pública?

  5. Seguindo a ideia do colega abaixo….

    Em caçador já é feito o trabalho de rotacionamento para pessoal da associação que o valor é tudo voltado para APAE e instituições locais…

  6. Na verdade, tanto em Joaçaba quanto em Herval poderia haver estacionamento pago, com valores bem maiores dos que estão em prática hoje (R$5,00 por hora, por exemplo), sendo que uma parte desse valor fosse destinado a manutenção de um sistema de ônibus eficiente (e mais barato) e que atendesse todos os bairros das cidades.
    Ou um sistema de bônus para os usuários dos ônibus, tipo assim, a cada 5 passagens ganha 1 hora de estacionamento.

  7. Provavelmente a imensa maioria dos veículos estacionados são de hervalenses que trabalham em Joaçaba. Nada mais normal, então, que eles estacionem em seu próprio município para evitar a tarifa em Joaçaba.

  8. Pq esse antonello sempre menciona o ano passado se ele apoiou o candidato a prefeito que era vice no ano passado…ele apoiou o candidato da situação e agora mudou de lado…que vergonha…já passou da hora de herval implantar um estacionamento rotativo…as pessoas precisam mudar seus hábitos

  9. Vou deixar uma sugestão.
    Porque ao implementar um sistema de cobrança, ao invés de darem o dinheiro para uma empresa de fora, a sugestão seria de estar viabilizando junto a entidades filantrópicas a destinação desse valor, como por exemplo, a APAE.
    Assim resolveriam-se dois problemas.
    1- A falta de vagas
    2 – Ajudariam uma entidade seria e que sempre sofre com a falta de recursos.
    #ficaasugestao

    • Foi feito licitação vivente, não dá para simplesmente tirar da empresa vencedora e no mais quem iria fazer a gestão disso? Pense antes de escrever. A ideia seria boa mas não dá.

    • Porque a gestão do sistema é cara. Envolve pagamento de funcionários e manutenção do sistema, fora a instalação de placas e pinturas. Não sei se vc sabe/soube/recorda, mas no passado a cdl tinha prejuízo com a zona azul.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here