O Delegado Eduardo Borges ouviu as testemunhas ao longo deste domingo.
Fornicello

A Polícia Civil, através do trabalho de policiais das delegacias de Jaborá e Joaçaba, identificou o autor das agressões que provocaram a morte do jovem João Paulo Tomasi, 22 anos, após uma briga que aconteceu na madrugada deste domingo, 16, na saída de um baile que acontecia em Jaborá.

Segundo o delegado Eduardo Borges, que foi o responsável pelos trabalhos, ao longo do dia os policiais ouviram testemunhas e realizaram diligência, sendo que no período da tarde o proprietário do veículo no qual estariam os envolvidos foi identificado e localizado em sua residência, no município de Jaborá. Ele foi conduzido à delegacia de polícia de Joaçaba e prestou esclarecimentos, negando envolvimento, mas indicando quem de fato pode ser o autor das agressões. “Fomos comunicados que o autor das agressões se apresentará nas próximas horas em companhia de um advogado. O depoimento deste rapaz que é proprietário do veículo foi importante para buscarmos mais elementos nas investigações”. Destacou o delegado Eduardo Borges.

publicidade
Bicho Zen – Últimas Notícias
Viasul –  100 Anos Joaçaba

A versão do proprietário do veículo

Segundo falou o proprietário do veículo ouvido pela polícia, ele e alguns amigos estavam conversando do lado de fora do CTG de Jaborá, onde acontecia o baile. Em certo momento teria se despedido e dito que iria embora. Ao manobrar o carro alguns metros mais adiante de onde estava teria se deparado com um casal (João Paulo e a esposa), que ambos não teriam saído e então ele teria soltado a embreagem e o carro foi um pouco para frente, porém o casal permaneceu no local. Após isso teria aberto o vidro e chamado a atenção dos dois, para que pudesse manobrar. Nas palavras do depoente, Tomasi teria ido até ele e segurado seu braço, que estava para fora do vidro, momento em que falou que até sairia, mas era para ele parar de olhar para sua mulher, afirmação que o depoente disse não ser verdadeira.

Neste momento o autor das agressões teria se envolvido na discussão, se aproximado e dito a Tomasi que deixasse o amigo ir embora, mas a vítima teria dado um soco no rosto do terceiro envolvido, momento em que entraram em luta corporal. O depoente disse que manobrou o carro e então não viu mais as consequências da confusão, indo para sua casa, que somente por volta das 10h30 viu a notícia da morte e ficou assustado, porém não procurou a polícia.

Após prestar depoimento o rapaz acabou liberado, mas as investigações e perícias irão apurar se de fato ele não teve qualquer envolvimento.

Outra versão

Pela manhã a esposa de Tomasi e outra testemunha deram uma versão diferente para o fato. Ela aponta que João Paulo Tomasi e a esposa deixavam o evento caminhando em direção ao carro quando subitamente um veículo teria cortado a frente deles, o jovem teria dito ao motorista que – apenas pedisse que eles sairiam da frente. Neste momento um dos ocupantes saiu do carro discutindo com Tomasi, num momento em que a discussão estava se encerrando o desconhecido deu um forte soco no rosto da vítima, que caiu desacordada, logo depois o agressor deu mais um chute na cabeça do jovem e um segundo ocupante do carro teria dado outro chute. Na sequencia os agressores entraram no veículo e saíram do local, não sendo mais vistos.

Tomasi chegou a ser socorrido e transportado em estado grave ao Hospital Universitário Santa Terezinha de Joaçaba, mas acabou não resistindo a gravidade dos ferimentos e morreu pouco tempo depois.

O laudo do Instituto Médico Legal ainda não foi entregue à polícia e será fundamental para ajudar na elucidação do caso. Outras perícias ainda poderão ser solicitadas no decorrer das investigações.

João Paulo Tomasi era morador do município de Catanduvas e pai de um menino de 3 anos.

Unifique – Últimas Noticias
Atuando há mais de 20 anos na Comunicação, com experiência em emissoras de rádio e televisão, em 2009 o Jornalista Éder Luiz inicia uma nova forma de trabalho na região Meio-oeste Catarinense, o Jornalismo Digital. Hoje o Portal Éder Luiz é referência em informação com credibilidade, recebe mais de 500 mil visitas por mês e são vistas 1 milhão de páginas. Entre em contato pelo (49) 9 8851-5151 e jornalismo@ederluiz.com.vc.

Deixe uma resposta