O professor Gian é um músico inovador e criativo. (Fotos: Portal Éder Luiz)

Gian Baldissera, que é professor de arte e música desafiou sua coordenação motora e tem conseguido tocar dois instrumentos ao mesmo tempo, enquanto caminha. Isso foi possível através de uma ideia que exigiu muita adaptação até que desse certo, mas, que agora será levada para sala de aula, onde ele trabalha com crianças e adolescentes.

publicidade
Carboni – Últimas Notícias

A ideia, segundo Gian, não é inédita. Foi vista por ele há quatro anos, quando estando em Balneário Camboriú assistiu um show na rua, no qual um músico se apresentava como sendo uma verdadeira banda ambulante, além disso, ele mesmo já havia tocado outros instrumentos simultaneamente. “Em 1995 eu fiz um projeto no qual com uma das mãos tocava teclado, com a outra guitarra, bateria com os pés e de vez em quando gaita de boca, tudo ao mesmo tempo. Porém, foi algo que não durou muito e exigia muito esforço para conseguir tocar, então parei. Ao ver a ideia do músico de Balneário Camboriú pensei ser algo mais simples e que poderia ser útil um dia para mim. Então nessas férias sem nada pra fazer, finalmente coloquei em prática”. Conta Gian.

Foram seis meses planejando como fazer a ideia dar certo e dois dias para montar definitivamente a estrutura que permite o toque simultâneo. Para tal, Gian usou o que tinha em casa de instrumentos, no caso um violão, tambor, além de um dois pedaços de corda e um par de tênis velho. “Mandei costurar uma alça no calcanhar do tênis, nele entrelacei a corda que puxa o pedal que está dentro do tambor, então ao mexer as pernas aciono o mecanismo e o barulho sai, enquanto com as mãos faço os acordes no violão. Não estou bem treinado, tanto que se não estiver tocando ainda me enrosco para caminhar com isso interligado, mas, está dando pra brincar e se divertir”, riu o professor.

Gian pensa em  incluir outros acessórios nesse modelo original, como mais pratos, buzinas e apitos. Tais objetos exigirão que ele use a boca, braços e cotovelos para tocar, o que aumentará a dificuldade, mas possibilitarão que ele avance dos ritmos básicos tocados agora, para sons mais elaborados. Além disso, após o retorno do ano letivo, ele pretende levar para a escola em que trabalha, interagindo com as crianças e adolescentes. “Vamos fazer um som e nos divertir muito nas aulas”. Falou animado o professor.

Criatividade é o grande diferencial do professor de artes e música Gian Baldissera

A influência do pai apresentou para Gian, ainda na infância, os primeiros acordes de um violão. Um contato que despertou no garoto de apenas oito anos o desejo de aprender ainda mais sobre música e quem sabe viver dela, tanto que, aos 14 anos de idade, saiu de casa para ser músico, tocando primeiramente em bandas de baile, em cidades próximas de Joaçaba e depois no Paraná. Lá ele se especializou em música e seguiu com a carreira que almejava, mas, tempo depois, tendo formado família, resolveu deixar um pouco de lado a vida na estrada com os projetos musicais, voltou a estudar e se formou em artes.

Hoje, aliando criatividade e toda a vivência musical adquirida, ele trabalha como professor de arte e de música, com turmas do berçário até o segundo ano do ensino médio. E é com um jeito brincalhão de interagir com os alunos e ideias diferenciadas como essa contada na reportagem, que cativa os estudantes.

“A regra nas aulas é fazer um som e conforme ele vai surgindo estimular a criançada a partir do que ela gosta e consegue. Temos uma teoria, mas, gosto de dinamizar ao máximo a forma como repasso os ensinamentos”, afirmou o professor

Além da ideia de tocar instrumentos simultaneamente, Gian já desenvolveu um projeto chamado Escolata, no qual os alunos tocavam fanfarra com instrumentos feitos com materiais recicláveis, e no dia a dia e está sempre inventando formas de aperfeiçoar os instrumentos.

“Sou um profissional realizado. Tenho a confiança dos diretores com que trabalho para aplicar a minha forma de trabalhar em sala e isso retorna de uma forma muito gratificante pelo modo como os alunos se expressam. Música é emoção, coração e alegria e é assim que eu busco trabalhar”. Finalizou Gian.

No vídeo, Gian demonstra como toca os dois instrumentos

Fonte: Portal Éder Luiz

Magic Drinks – Esportes

5 COMENTÁRIOS

  1. Este professor conheço e assino embaixo, um grande profissional na área, o que vier dele em termos de arte e música é sempre excepcional, parabéns amigo !

Deixe uma resposta