“Pra sempre lembrados”: Emoção e homenagens marcam a noite de 29 de novembro na Arena Condá

Evento em Chapecó homenageou as 71 vítimas do acidente da Chape e as mais de 700 pessoas que morreram pela Covid-19 no município.

, 741 visualizações
Foto: Leandro Schmidt
Foto: Leandro Schmidt

As estrelas deram um brilho especial na noite desta segunda-feira (29), na Arena Condá, onde foi realizado o evento “Pra Sempre Lembrados”, em homenagem às 71 vítimas do acidente aéreo ocorrido com a delegação da Chapecoense, há cinco anos, na Colômbia; as mais de 700 vítimas da Covid-19 no município e também às outras vítimas de doenças e acidentes.

“Hoje é um dia de saudade pelos que se foram no acidente. Mas de lá para cá tivemos muitos acidentes, uma pandemia. A noite de hoje é uma noite de homenagem, uma noite mágica. É para guardar no coração a lembrança de quem se foi, mas é para todos nós. Vamos sair melhor do que chegamos. Peço também que os torcedores se associem ao clube, pois este legado não pode morrer”, disse o prefeito João Rodrigues.

Foto: Leandro Schmidt
Foto: Leandro Schmidt

Dhayane Pallaoro Vicenzi, filha do ex-presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, uma das vítimas do acidente, falou em nome das famílias. Ela agradeceu às famílias, Administração Municipal, Chapecoense, Deive Leonardo e patrocinadores. Ela falou que o momento é de transformar a dor em gratidão.

“A vida pode ser breve, mas estamos aqui por pessoas que acreditavam em seus sonhos”, disse.

Um vídeo de Carlinhos, que ficou conhecido como o indiozinho mascote da Chape, emocionou a todos. Neto, um dos seis sobreviventes do acidente, também se manifestou, por vídeo, falando em celebrar a vida.

O evento contou com a apresentação de artistas locais. Fofão arrepiou quem estava na arquibancada ao lembrar de Danilo, Bruno Rangel e outros tantos que brilharam no time de 2016. Regis Palma interpretou a música Dia Especial, de Duca Leindecker. Marcos Janowitz tocou o hino da Chapecoense com sua guitarra.

A Associação Coral de Chapecó interpretou Tocando em Frente, de Almir Sater e Renato Teixeira, e O Dia em que a Terra Parou, de Raul Seixas.

Para finalizar foi realizado o show “O melhor dia da minha vida”, com o evangelista, escritor, palestrante e influenciador digital, Deive Leonardo.

Ele trouxe mensagens bíblicas e recordou que no dia do velório das vítimas da Chapecoense estava chovendo e, nesta segunda-feira, foi um belo dia.

O evento foi organizado pelas famílias ligadas à Associação Brasileira das Vítimas com o Voo da Chapecoense (ABRAVIC), com apoio da Prefeitura de Chapecó e da Chapecoense. Cerca de 15 mil pessoas compareceram na Arena Condá, também para prestar sua homenagem, com as luzes das telas de celular formando milhares de estrelas nas arquibancadas.

Fonte:

Clic RDC

Notícias relacionadas

Foto: PRF

PRF apreende 60 mil maços de cigarros contrabandeados na BR-282 em Catanduvas

O condutor da van não obedeceu a ordem de parada e fugiu na contramão, ultrapassando em locais proibidos.