Adolescente é apreendido por participação na morte do Homem-Aranha da Carreta da Alegria em SC

Bruno, de 26 anos, chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu ao ferimento.

, 3.752 visualizações
Foto: Internet/Reprodução/ND
Foto: Internet/Reprodução/ND

Um adolescente, de 16 anos, foi apreendido por suspeita de participação na morte de Bruno Viana, de 26 anos, que interpretava o personagem Homem-Aranha na Carreta da Alegria. O caso ocorreu em Xaxim, no Oeste de Santa Catarina, no dia 10 de novembro.

A Polícia Civil, da Delegacia da Comarca de Xaxim, coordenados pelo Delegado de Polícia Dr. Wesley Costa, com apoio da Polícia Militar e do NOC (Núcleo de Operação com Cães da Regional) de Xanxerê cumpriram o mandado de busca e apreensão na residência de uma adolescente.

A morte de Bruno foi motivada por ciúmes, segundo apurou a Polícia Civil de Santa Catarina. O assassinato ocorreu ao lado da praça central de Xaxim, onde a carreta estava estacionada. O delegado Wesley Costa informou que “Bruno teria se envolvido com a ex-namorada dele, o que, a princípio, motivou o crime”.

Conforme a Polícia Militar, o jovem estava conversando pelo celular com uma mulher, com que havia se encontrado momentos antes. Ele estava na carreta ao lado de outro colega quando dois homens o abordaram e disseram que ela era comprometida.

Entenda o caso

Bruno Viana, de 26 anos, que interpretava o personagem Homem-Aranha na Carreta da Alegria, foi assassinado com um tiro na cidade de Xaxim, no Oeste de Santa Catarina. O crime ocorreu às 23 horas de quinta-feira (10).

Na época, a polícia prendeu um jovem de 19 anos. Ele foi encaminhado para central de plantão da Polícia Civil, ocasião em que foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil e por meio que impossibilitou a defesa da vítima.

A Polícia Civil deu continuidade à investigação e identificou a participação de mais uma pessoa, o qual seria o adolescente de 16 anos. Ele, segundo a polícia, teria sido apontado como o autor dos disparos.

Diante dos fatos, o Delegado de Polícia responsável pela investigação representou pela expedição de mandado de busca e apreensão na residência do adolescente, bem como sua internação provisória, medidas estas que foram acolhidas pelo Poder Judiciário, mediante manifestação favorável do Ministério Público.

Assim, na data de hoje foram cumpridas as medidas e o adolescente apreendido e encaminhado para internação no CASEP (Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório), local onde ficará à disposição da Justiça.

Ressalta-se que durante o cumprimento das buscas na residência do adolescente foram encontradas cinco porções de cocaína, quatro porções de maconha, todas embaladas para comercialização. Além disso, a polícia encontrou uma munição calibre 44 e a quantia de R$ 1150,00, motivo pelo qual também foi instaurado um procedimento para apurar a prática do ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas.

Fonte:

ND +

Notícias relacionadas