Prefeitura de Herval confirma que praça está liberada para realização do carnaval de blocos em 2019

Um documento solicitando o espaço para o evento foi aceito pelo município.

, 5.752 visualizações
Prefeitura de Herval confirma que praça está liberada para realização do carnaval de blocos em 2019

Notícia atualizada às 15h

O Meio Oeste poderá ter duas festas de carnaval de blocos no próximo ano. Isso porque neste mês os blocos que integravam o Carnafolia de Joaçaba, protocolaram um pedido junto a Prefeitura de Herval d’ Oeste para utilização do espaço da Praça Engenheiro Daniel Olímpio da Rocha, conhecida como Praça da Rede Ferroviária.

De acordo com o vice-prefeito de Herval d' Oeste, Mauro Martini, que ocupa também o cargo de secretário de Educação, Cultura e Esporte do município, o documento solicitando o espaço para o evento foi aceito pelo município e só aguarda resolução dos blocos com a Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d’ Oeste. "Não é apenas receber um evento, é preciso analisar a viabilidade por isso, nossa Procuradoria Jurídica e Secretaria de Administração e Finanças, deram pareceres favoráveis para que cedamos o espaço físico da Praça, sem qualquer repasse de recursos financeiros", "O município se colocou a disposição desde que seja a última alternativa para não prejudicar o evento e a Liga. Propomos aos blocos que entrassem contatos com as entidades para não haver problemas".

Segundo fontes ligadas a administração hervalense, um documento trata da realização do evento dos quatro blocos, integrantes da restabelecida Liga dos Blocos Carnavalescos do Oeste Catarinense (LIBOC) pelo prazo de até dez anos, que não foi aceito pelo Prefeito de Herval d' Oeste Américo Lorini, devido a mudança de gestão.

O Carnafolia, realizado em Joaçaba, reúne em cinco noites aproximadamente 15 mil foliões e, conforme o vice-prefeito precisa ser tratado com cautela por blocos, prefeituras e Liga. 

O Carnafolia, desta forma, pode ocorrer com apenas um bloco. A Liesjho foi notificada por meio de uma recomendação do Ministério Público (MP), para que o evento, a partir de 2020, seja realizado em outro local ou tenha mudanças no formato. O documento teve origem de um abaixo assinado de pais de alunos que frequentam o Centro Educacional Roberto Trompowsky (CERT), localizada em frente à Praça. Um Termo de Compromisso vem sendo confeccionado entre o poder público e Liesjho, para que sejam respeitadas algumas normas para realização do evento no local. Entre as medidas estão critérios e respeito aos horários da unidade escolar para montagem e desmontagem da estrutura, para não ocasionar barulho, além de respeitar o fluxo de alunos, já para 2019. Caso seja descumprido, haverá penalidades e responsabilizações, com o cumprimento de multas.

Outro motivo destacado em reportagem divulgada pelo Portal Éder Luiz há poucos dias, é de que em 2020, a Praça da Catedral deve receber revitalização. Um projeto desenvolvido pelo Instituto de Arquitetos do município, prevê cobertura e inclusão de espaços físicos que impossibilitarão a realização do evento.

Na última semana, apesar dos esforços de demonstrar resiliência quanto o assunto, o presidente da Liga das Escolas de Samba (LIESJHO), professor César Junqueira, enfatizou que a Liga nunca falou que não haveria o evento ou que fosse ocorre em outro local no próximo ano. "Está tudo certo para 2019 acontecerá na praça da Catedral, o que vai acontecer deste ano em diante temos tempo para discutir e organizar", disse.

Sobre a relação da Liga com os blocos, ele disse não ter conhecimento de nenhum problema. "Tivemos reuniões, foram acertados valores e está tudo aprovado. Não sabemos oficialmente se eles estarão presentes no Carnafolia mas, o evento vai sair, com contratos já firmados, por exemplo com estrutura", explicou. "Sabemos que os blocos procuraram outro município para promover um evento. É uma escolha deles e se eles não estão contentes eles precisam falar o que está ocorrendo".

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas