Caso envolvendo assassinato de Valdemir Hoeckler pode ter reconstituição em Lacerdópolis

O crime ganhou grande repercussão na última semana quando corpo da vítima foi encontrando congelado dentro do freezer.

, 7.363 visualizações
Homem foi morto pela mulher em Lacerdópolis
Homem foi morto pela mulher em Lacerdópolis - Imagens: Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil, através da Polícia Científica, poderá solicitar a reconstituição do crime que envolve o assassinato de Valdemir Hoeckler, 52 anos, assassinado pela companheira Claudia Hoeckler, em Lacerdópolis.

O crime ganhou grande repercussão na última semana quando corpo da vítima foi encontrando congelado dentro do freezer da residência onde o casal morava há mais de duas décadas.

A informações sobre a reconstituição do crime é extraoficial, mas para apurar os detalhes e a forma com que a mulher cometeu o crime não se descarta essa possibilidade. Nesse momento, uma das dúvidas dos familiares de Valdemir Hoeckler é se a mulher agiu sozinha para asfixiar o marido ou teve auxílio de mais alguém.

A vítima pesava cerca de 100 quilos e alguns detalhes contados pela Claudia em depoimento chamam a atenção. Ela teria amarrado a vítima e colocado dentro do freezer do imóvel sem nenhum tipo de ajuda, somente usando cobertores e cadeiras para levantar o corpo.

Os familiares querem mais esclarecimentos. Através do reconstituição do crime, Claudia poderá contar todos os detalhes do assassinato e também como foi possível levantar o corpo com mais de 100 quilos para colocar no freezer da casa.

Hoeckler foi assassinado pela companheira que alega que sofria violência doméstica. Os filhos – que moram em Concórdia – alegam que o pai não era violento e desde o desaparecimento eles suspeitaram de Claudia. A família que o interesse de Claudia era pelo patrimônio de Hoeckler. Claudia continua presa no Presídio Feminino de Chapecó.

Fonte: Rádio Atual FM


Notícias relacionadas