Com tempo bom e em pleno horário produtivo, volta a faltar luz em Joaçaba e Herval

Quedas constantes de energia elétrica prejudicam empresas, comércio, indústrias e revoltam consumidores.

, 3.609 visualizações
Com tempo aberto, Joaçaba ficou sem energia. (Foto: Portal Éder Luiz)
Com tempo aberto, Joaçaba ficou sem energia. (Foto: Portal Éder Luiz)

Manhã de quarta-feira, 06, por volta das 10h40, dia de sol e tempo bom, em pleno horário produtivo o problema novamente se repete, do nada, falta energia elétrica.

A situação, que se repete durante todo o verão, prejudica o comércio e indústrias, que tem que parar as suas atividades. Um prejuízo econômico que, de queda em queda, vai aumentando.

Em Joaçaba e Herval d´Oeste a manhã desta quarta-feira foi de indignação. Através do WhatsApp o Portal Éder Luiz recebeu relatos do problema, em vários bairros e área central dos dois municípios.

"Tenho minha empresa estabelecida em Herval d'Oeste e com filial em Erval Velho. Ambas funcionam interligadas por um servidor. Cada queda de energia ficamos impossibilitados de trabalhar e dependente da boa vontade da CELESC em resolver o problema. Isso já virou rotina e está nos prejudicando seriamente. Concordo que devemos tomar uma posição concreta pois só na palavra já passou dos limites", revelou o empresário Paulo Rusky.

Pelo Facebook o leitor Junior Junges também registrou que sofreu prejuízos com as quedas de energia. "Eu moro no interior e por causa destas constantes quedas de energia minha bomba de água do poço queimou, um prejuízo de R$ 23 mil. Quem paga esse prejuízo?"

Prontamente o coordenador do Procon de Joaçaba, Julio de Souza, comentou que o órgão está a espera dos consumidores registrarem as reclamações, para entrar com alguma ação junto ao Ministério Público(MP).

"Se os consumidores residentes em Joaçaba apresentarem reclamações junto ao Procon, se identificando, de forma presencial e de preferencia com uma declaração descrevendo o por que da reclamação, podemos solicitar que o MP tome alguma providência!"

O representante do Procon informou ainda que as reclamações devem ser dirigidas ao órgão da cidade onde o problema aconteceu. Herval d´Oeste, por exemplo, também teu o seu Procon.

Em recente reportagem do Portal Éder Luiz, a gerência regional da Celesc deu novamente as mesmas explicações para o problema: temporais, quedas de árvores ou galhos, pássaros que se chocam contra a as redes, ou sobrecarga por conta do alto consumo.

"Podem alegar o que quiserem. O que não podemos é ficar apenas reclamando! É preciso agir e cobrar providências. Sinceramente, prejuízos estão ocorrendo e alguém tem que arcar com isso", comentou a empresária Aline Andres.

Diante a situação, os consumidores não descartam se reunirem e apresentarem reclamações junto ao Procon nos próximos dias.

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas