Como as crianças lidam com o divórcio?

O processo de divórcio é difícil para o casal e também para as crianças envolvidas.

, 650 visualizações
Como as crianças lidam com o divórcio?

Quando o casamento acaba, a preocupação se volta para os filhos. Afinal, qual será o impacto emocional sobre eles? Se você está passando por isso e as crianças ainda são pequenas, calma. Cientistas da Universidade de Londres (Reino Unido) descobriram que o maior risco de mau comportamento ocorre no final da infância e no início da adolescência. Para chegar a essa conclusão, eles analisaram 6 mil crianças. Aquelas cujos pais se separaram quando tinham entre 7 e 14 anos tiveram maior probabilidade de sofrer problemas emocionais em comparação às de outras idades.

O motivo, segundo os cientistas, se deve ao fato de que, nessa faixa etária, elas são mais sensíveis. Para Ana Cristina Barros Fróes Garcia, presidente da Associação Brasileira de Terapia Familiar (RJ), o estudo faz sentido: “Quanto mais nova a criança, menores serão suas memórias. Mas lembre-se de que, independentemente da idade, a reação do pequeno vai depender de como foi a experiência dele no meio desse casamento. O entendimento de que a relação acabou, mas os filhos continuam sendo importantes, é essencial.”

Uma coisa é certa, em todos os casos, deve-se proteger a criança de brigas e desentendimentos, e aproximar ainda mais os laços afetivos, mostrando à ela que a relação de pais e filhos não muda em nada com a separação.

Fonte:

Com infirmações da Revista Crescer

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas