Coruja "Mocho Diabo" rouba as atenções em bairro de Joaçaba

Ave foi atropelada e vizinhança se mobilizou para cuidar dela até o resgate feito pela Polícia Militar Ambiental.

, 8.893 visualizações
(Fotos: Andressa Silva/Portal Éder Luiz)
(Fotos: Andressa Silva/Portal Éder Luiz)

Uma visitante ilustre chamou a atenção de moradores do Bairro Boa Vista, em Joaçaba, na última sexta-feira, 10. Tratava-se de uma coruja de uma espécie pouco vista em nossa região, mesmo sendo nativa. A visita mobilizou a comunidade, que se mobilizou para proteger a ave, que não podia voar por conta de um acidente.

A coruja, da espécie "Mocho Diabo", foi vista primeiro na noite da quinta-feira, 09, quando provavelmente foi atropelada por um veículo. "Ela caiu na rua e ficamos com medo que fosse novamente atropelada, por isso fizemos com que fosse para um terreno lateral, onde ficou protegida. Mas era muito brava", relatou uma moradora.

A coruja subiu em um galho de uma árvore não muito alta e por lá ficou, com a asa direita machucada. Sua beleza e imponência, já que tinha mais de 40 centímetros, chamaram a atenção do moradores, que resolveram velar pela ave, evitando que outros animais se aproximassem. Até os gatos da vizinhança ficaram trancados em casa, pois, demonstraram interesse na estranha visitante.

Após um contato, A Polícia Militar Ambiental (PMA) enviou uma guarnição para ver o animal e resgatar para receber tratamento. Os policiais conseguiram capturar a coruja, não sem que ela demonstrasse sua ferocidade, sem entender que era para seu bem.

Levada para a sede da PM Ambiental em Joaçaba, já está recebendo cuidados especializados, como explicou ao Portal Éder Luiz o 1º Tenente Marcelo Correia Macedo, comandante da PMA na região.

"Temos uma policial que recebe os animais silvestres aqui no nosso quartel, trata e encaminha para tratamento. Constatamos, através de um veterinário que faz um serviço voluntário, que ela está com a asa direita quebrada. Agora ela receberá todo o tratamento e depois que se recuperar faremos a reabilitação. Por ser bem selvagem e brava, acredito que não será difícil fazer com que volte para a natureza". Detalhou o comandante, frisando que a comunidade agiu de maneira correta ao procurar a PMA.

Mais sobre a espécie Mocho Diabo

É uma coruja de tamanho médio-grande, variando de 40 a 43 cm (macho) e de 38,5 a 47,5 cm (fêmea) e pesando de 311 a 685 g (macho) e de 411 a 680 g (fêmea). Apresenta aspecto escuro com duas “orelhas” eretas, olhos apresentando íris amarela.

Alimenta-se de pequenos mamíferos, incluindo morcegos, e aves até o tamanho de pombos. Inclui-se também outros pequenos vertebrados e insetos.

Tem como hábito de caça a investida à presa vinda de um poleiro. Morcegos são caçados em pleno voo.

Durante a corte, é comum macho e fêmea vocalizarem próximos ao local do ninho. Época reprodutiva coincide com a primavera, no hemisfério sul. Dependendo das condições climáticas e abundância de alimentos, pode se reproduzir ao longo do ano todo.

Em árvores, usam ninhos de gravetos abandonados por aves de grande porte. Eventualmente nidificam no solo, em uma depressão rasa, forrada por uma fina camada de grama seca e localizada sob arbusto baixo, que fornece sombra e abrigo à prole. A fêmea bota geralmente dois a três ovos brancos, que são exclusivamente incubados por ela.

Habita a floresta úmida até semi-árida em áreas montanhosas, com altitudes variando de 600 até 3000 m, localmente talvez até altitudes mais altas se houver árvores presentes. Habita florestas montanhosas de pinheiros.

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas