Crueldade: Ong Bom pra cachorro e PM Ambiental flagram diversos animais em situação de maus-tratos em Joaçaba

Bois, cavalos, cachorros e pássaros estavam em situação precária em um sítio.

, 17.605 visualizações
Animal em condições de desnutrição.
Animal em condições de desnutrição.

Nesta semana, a Ong Bom pra Cachorro, acompanhada da Polícia Militar Ambiental e da Cidasc, esteve um um sítio em Nova Petrópolis, interior de Joaçaba para verificar uma denúncia em que animais estariam em condições precárias. Ao ser constatado os maus-tratos, vários animais foram recolhidos e o propriteário do local notificado.

De acordo com uma das voluntárias da ONG a situação no local era lastimável. Os animais estavam desnutridos, mal abrigados, sem comida e doentes.

PM Ambiental esteve no local
PM Ambiental esteve no local

A Ong recolheu três cachorros adultos, seis filhotes e dois gatos. A cachorra, mãe dos filhotes, está desnutrida. Um dos cachorros adultos terá a pata amputada por ter uma fratura não tratada, e o outro também será tratado já que apresenta um ferimentos nas costas. Também foi recolhida um filhote de ovelha com ferimento na pata. Já a PM ambiental recolheu vários pássaros que eram mantidos em gaiolas. Entre eles havia tucanos e araras.

Pássaros apreendidos
Pássaros apreendidos

Os animais de grande porte continuam no local até que a Cidasc faça os procedimentos legais para retiradas deles de lá. A intenção é alimentá-los, medicar e depois doar para propriedades que se responsabilizem em cuidar bem. Os cachorros e gatos também ficarão a disposição para doação responsável.

Situação em que os cachorros estavam
Situação em que os cachorros estavam

O proprietário do sítio foi notificado. Mas segundo as informações da Ong, não é a primeira vez que isso ocorre.

"Temos cerca de 200 animais aos nossos cuidados. E todos os dias surgem denúncias de mais e mais animais em situações cruéis como essa. Trabalhamos voluntariamente e em poucas pessoas, sem contar que temos poucos recursos. Mas como fechar os olhos diante de uma situação dessas? Como não atender? Precisamos que as pessoas nos ajudem. Que tenham responsabilidade com os animais e que também se puderem contribuam com nosso trabalho", desabafou a voluntária.

Ovelha que foi encaminhada para atedimento
Ovelha que foi encaminhada para atedimento

Quem quiser auxiliar no tratameto dos animais que foram encaminhados ao veterinário, bem como doar ração ou contribuir de alguma forma pode entrar em contato pelo telefone: 9 99198499, com Juliana. Outras informações podem ser acessadas na página da ONG no Facebook.

Na galeria é possível ver mais fotos que mostram a situação em que os animais estavam.

Fonte:

Portal Éder Luiz

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas