Diretoria da ACIOC acompanha situação da COVID-19 na região

Associação se colocou à disposição para ações que possam de alguma forma auxiliar o hospital.

, 378 visualizações
Diretoria da ACIOC acompanha situação da COVID-19 na região

Na manhã de segunda-feira, 1º de março, a Associação Comercial e Industrial do Oeste Catarinense (ACIOC) realizou de forma on-line a sua reunião de diretoria. O momento contou com a participação do Diretor Geral do Hospital Universitário Santa Terezinha Alciomar Marin, do Diretor Técnico Julio Egger e do médico responsável pela Ala Covid, João Rogério Nunes Filho. O objetivo foi entender como está a situação referente ao atendimento dos casos de coronavírus no hospital e ainda, colocar a ACIOC à disposição para ações e articulações que possam contribuir com alguma melhoria.

Durante suas falas os profissionais do HUST comentaram a cerca das dificuldades enfrentadas ao longo deste um ano de pandemia e que se agravaram nos últimos dias pelo aumento exponencial de casos.

“O hospital conta com 10 leitos de UTI e 15 de enfermaria e estão lotados. A situação se agrava porque os hospitais de retaguarda, que são os de Campos Novos e Capinzal também estão ficando lotados e com isso não há como transferir os pacientes menos graves aumentando a capacidade aqui em Joaçaba”, comentou o diretor do HUST, professor Alciomar Marin.

Um ponto comentado foi sobre a criação de novos leitos, porém apesar disso ser também uma possibilidade, os profissionais do HUST alertaram quanto à outros fatores como falta de mão de obra qualificada para atuação na linha de frente e até mesmo a falta de insumos para a compra visto a grande procura no mercado.

“Todos os hospitais estão com falta de profissionais de saúde para atuar na linha de frente e isso não diz respeito apenas a técnicos de enfermagem e enfermeiros, faltam médicos também. Na UTI Covid do Hust começamos a trabalhar com 17 médicos hoje estamos em nove para atender os plantões, a situação para todos os envolvidos é extremamente desgastante", afirmou o responsável pela Ala Covid do HUST, Dr. João Rogério.

Em outro momento destacou-se a dificuldade da população em cumprir as medidas de proteção como uso da máscara, do álcool em gel e principalmente, evitar aglomerações.

“Estamos vivendo uma situação muito delicada e ela deve continuar se as pessoas não se conscientizarem. Em agosto e dezembro do ano passado tivemos picos da doença, mas agora está sendo muito pior porque os hospitais na região estão lotados, o que dificulta as transferências” comentou o diretor técnico, Dr. Julio.

Diante da situação a ACIOC se colocou à disposição para ações que possam de alguma forma auxiliar o hospital e foi sugerido uma campanha informando empresários e comunidade em geral sobre o que vem sendo enfrentado e reforçando a necessidade de cada um fazer a sua parte evitando a transmissão do vírus. Os diretores comentaram ainda que irão disseminar entre os associados a importância de redobrar os cuidados em seus estabelecimentos.

"Estamos acompanhando com um olhar bem atento a situação do Covid-19 em nossa região. Estamos mobilizados para contribuirmos, pois entendemos que a manutenção dos negócios e da economia regional depende da saúde das pessoas. Nos próximos dias, a ACIOC iniciará um movimento buscando cada vez mais conscientizar a população sobre a importância dos protocolos de segurança e, principalmente, evitar aglomerações. Estamos unidos em favor da região", explicou o presidente da ACIOC, Angelo Junior Radavelli.

Fonte:

Ascom ACIOC

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas