Empresa que opera o estacionamento rotativo se manifesta sobre briga que envolveu monitora

Discussão com agressões aconteceu entre monitora e motociclista.

, 18.410 visualizações

As imagens de uma briga entre uma monitora do estacionamento rotativo de Joaçaba e um motociclista viralizaram na internet. A situação aconteceu na manhã desta segunda-feira, 19, na Rua Salgado Filho, centro da cidade, e foi registrada por uma pessoa que passava pelo local.

Após tomar ciência dos fatos a empresa que administra o estacionamento rotativo divulgou uma nota de esclarecimento.

Leia abaixo:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A empresa SERBET - Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil, responsável pela operação do sistema de estacionamento rotativo do Município de Joaçaba, vem por meio deste comunicado oficial, manifestar sua posição com relação ao vídeo que circula nas redes sociais no qual mostra a agressão mútua entre o usuário e a monitora da empresa:

Quanto aos atos recíprocos de violência, a empresa SERBET, em hipótese alguma aprova o comportamento constatado, e rechaça prontamente a postura inapropriada neste caso.

Sem hesitar estaremos administrativamente apurando os fatos, para os devidos esclarecimentos sobre o ocorrido.

Em complemento, intensificaremos a capacitação e treinamento de nossa equipe, com o objetivo de evitar que situações como esta venham a ocorrer novamente.

Por fim acreditamos que as relações humanas devem estar pautadas pelo respeito mútuo e pela igualdade.

À Direção

O caso

A Polícia Militar foi acionada e atendeu a ocorrência. Segundo os dados da PM, a funcionária do rotativo alegou que abordou o motociclista por que ele parou em local não apropriado e teria ido orientar para que estacionasse em ponto destinado a motos, foi quando começou a discussão e ela teria dito que ligaria para a PM. Ainda segundo palavras da funcionária, o motociclista teria tentado deixar o local e por isso ela pegou a chave da moto.

Foi feito um Termo Circunstanciado (TC) no qual uma data é fornecida as partes para que compareçam no juizado de pequenas causas do fórum da comarca. Na delegacia de polícia não foi feito nenhum registro de Boletim de Ocorrência sobre o caso.

Segundo o que a reportagem apurou, o motociclista envolvido não trabalha para nenhuma empresa de Joaçaba, atuando como autônomo.

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas