Enxurrada com granizo e vento causa transtornos em Videira

Temporal causou alagamentos, queda de árvores e danificou telhados em diversos bairros.

, 2.874 visualizações
Enxurrada com granizo e vento causa transtornos em Videira

Uma enxurrada, acompanhada de granizo e vento forte, causou diversos transtornos na cidade de Videira na tarde desta terça-feira (27). A chuva começou calma por volta das 14 horas e durou cerca de 40 minutos. Após 10 minutos se intensificou e pedras de gelo caíram acompanhadas de rajadas de vento. No total, o volume de chuva não passou de 20 mm.

Alagamentos, quedas de árvores, telhados danificados, queda de barreira e lama foram registrados. Várias imagens circulam pelas redes sociais mostrando os problemas. Até mesmo a sede do Corpo de Bombeiros Militar de Videira, no bairro Farroupilha, foi alagada. 

Alagamentos também foram registrados na SC-355 em frente ao Auto Posto Dois Trevos na saída para o bairro Rio das Pedras, em frente à Carboni Fiat no bairro Portal das Videiras, proximidades da Auto Elite, no loteamento Cantú, Auto Posto Dois Pinheiros no bairro Dois Pinheiros e bairro Santa Gema, onde até mesmo casas foram invadidas pela água e lama. Em algumas ruas o trânsito ficou bloqueado pela quantidade de água. A recomendação é não atravessar o alagamento. Segundo a Defesa Civil, o rio Curtume transbordou nas proximidades da Havan.

Ruas em locais íngremes viraram rios com a enxurrada que descia dos morros, como é o caso do bairro Marafon e Dois Pinheiros.

A Defesa Civil de Videira e o Corpo de Bombeiros trabalham no atendimento a diversas ocorrências como destelhamento de casas, com a distribuição de lonas, e desobstrução de vias onde foram registradas quedas de árvores. No bairro Carboni uma árvore de grande porte caiu sobre uma residência e nos bairros Oficina e Cidade Altas árvores caíram e obstruindo a pista. O levantamento dos prejuízos continua e na quarta-feira (28) deve ser divulgado um balanço dos estragos.

No município de Rio das Antas, mais de 2,6 mil unidades ficaram sem energia elétrica. Estragos também foram registrados. No bairro Novo Horizonte casas foram destelhadas e os bombeiros auxiliaram distribuindo lona. No distrito de Ipoméia os bombeiros também prestaram apoio à Defesa Civil devido aos estragos causados pelo temporal.


Fonte:

RBV

Notícias relacionadas