Ex-policial acusado de matar a esposa é condenado a 16 anos de prisão em Capinzal

Crime aconteceu em 2013.

, 1.848 visualizações
Ex-policial acusado de matar a esposa é condenado a 16 anos de prisão em Capinzal

Após mais de 14 horas de julgamento, o ex-policial civil, Israel Fernandes Toigo, acusado de homicídio qualificado da esposa Roselene Cassuba, foi condenado pelo Júri Popular a 16 anos de prisão em regime inicial fechado. O crime aconteceu em junho de 2013.

O julgamento nesta quinta-feira (30) no Plenário da Câmara de Vereadores foi restrito aos servidores, familiares e a imprensa em razão da pandemia. Teve início às 9h30min encerrou às 23h36min com a leitura da sentença da Juíza Mônica Fracari

Na acusação atuou a promotora de Justiça, Francieli Fiorin, a qual se mostrou satisfeita com a sentença. “O resultado está dentro daquilo que o Ministério Público acreditava que era realmente possível e o justo pra situação. A pena ficou proporcional à gravidade da conduta da ação do Israel”, destacou.

Já os advogados Éber Marcelo Bundchen, Marcelo Henrique Barison e Marco Antônio Vasconcelos Alencar Junior afirmaram que irão recorrer da decisão para buscar uma redução da pena.

“Infelizmente não tivemos o acolhimento integral das teses pelo Conselho de Sentença, apesar de que tivemos o reconhecimento favorável por alguns dos jurados, mas não pela maioria. Iremos obviamente agora recorrer da decisão para poder buscar no Tribunal uma adequação ao resultado, principalmente em relação à dosimetria da pena que entendemos que alguns agravantes que foram atribuídas não são cabíveis”, comentou Bundchen.  

Crime

Conforme denúncia do Ministério Público, no dia 25 de junho de 2013, por volta das 15h30min, o casal teria discutido após a mulher reclamar da suposta infidelidade do marido. Toigo teria desferido golpes, provavelmente socos, contra a vítima, bem como asfixiou por esganadura e depois acionou a polícia.

No primeiro momento o acusado disse que havia encontrado a esposa morta, mas as investigações indicavam que ele teria cometido o crime, foi então que o policial confessou em depoimento.

Roselene completava 31 anos no dia do crime. Ela tinha dois filhos de 5 e 13 anos.

Fonte:

Rádio Capinzal

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas