Herval - Atendimento prestado pelo HUST foi tema de sessão da Câmara

Durante a sessão desta quarta-feira (22), os trabalhos do Legislativo foram realizados de forma diferente.

, 2 visualizações
Sem imagem
Sem imagem

Durante a sessão desta quarta-feira (22), os trabalhos do Legislativo foram realizados de forma diferente. O espaço destinado ao Grande Expediente, Momento das Lideranças e as Votações, foi utilizado pelo diretor do Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST) Adgar Bittencourt e pela gerente Regional de Saúde da SDR de Joaçaba Ivanice Peccin.

A presença dos dois na Casa foi uma solicitação do vereador Olacir Cavalli (PSDB). O objetivo foi prestar informações ao Legislativo sobre o serviço de atendimento de emergência e urgência prestado pelo hospital ao município de Herval d’ Oeste. O diretor do HUST falou sobre o convênio que o Hospital mantém com 20 municípios da região. “Atendíamos muitos casos de urgência e emergência, mas o valor repassado pelos municípios não cobria as despesas. Em 2010 então, fizemos uma proposta aos prefeitos fixando uma taxa mensal aos municípios de R$ 3,5 mil de forma igualitária. Cada município também faria um repasse mensal de acordo com a média de atendimentos prestada no ano anterior. Todos concordaram com a proposta.” Bittencourt destacou que o valor a ser repassado pelo município de Herval d’ Oeste deveria ser de R$ 31.928 de acordo com os atendimentos prestados, uma média de 1.447 procedimentos mensais. “Conversei com o prefeito Nelson Guindani que achou este valor alto e em acordo verbal fechamos em R$ 26 mil, não prejudicando nenhum dos lados. Este acordo foi feito em outubro de 2010. Entretanto não foi feito contrato e no dia 25 de abril deste ano fomos comunicados que o município não tinha mais interesse no contrato e em maio recebemos uma minuta de termo de convênio que a Câmara de Vereadores aprovou no valor de R$ 18.876,00 mil mensais. Não assinei tal minuta, o valor que pedimos e o que a Prefeitura repassa é muito diferente. Além do mais, assinar esta minuta não seria justo com os outros 19 municípios que cumprem com o acordo. Precisamos dos recursos para continuar nosso trabalho.” O diretor do Hust também explicou que a cota do SUS para Herval d’ Oeste gira em torno de 400 atendimentos, mas que ainda assim se faz necessário o repasse de R$ 26 mil do município para o hospital. “Continuaremos a atender todos os hervalenses que chegarem ao Hospital para receber atendimento de urgência e emergência, mas solicitamos o apoio do Executivo conforme acordado.” Quanto à preocupação dos vereadores que a população não seja devidamente atendida em função dos problemas de valores a gerente regional de Saúde Ivanice Peccin explicou que a cota do SUS para Herval d’ Oeste gira em torno de 400 atendimentos, mas que este número pode variar para mais ou menos. “Mas está contratualizado com o Hospital que o paciente deve receber todo atendimento necessário, o paciente tem direito a integralidade do atendimento, que não pode deixar de ser prestado em função de problemas financeiros entre o Hospital e a Prefeitura”. Os vereadores garantiram que vão buscar uma solução para este impasse por meio de uma reunião com o prefeito Nelson Guindani, e quanto à diferença dos recursos que o hospital deveria receber desde janeiro, cerca de R$ 7 mil mensais, os Legisladores se propuseram a devolver os recursos da Câmara para este fim, desde que haja o comprometimento do prefeito de que estes valores serão destinados ao Hospital. A proposta foi aprovada por unanimidade.

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas