Material Escolar! Procon constata diferença de preço de até 254% entre os estabelecimentos pesquisados

Confira a lista elaborada pelo órgão de defesa do consumidor.

, 1.828 visualizações
Material Escolar! Procon constata diferença de preço de até 254% entre os estabelecimentos pesquisados

Nos dias 20 e 21 de Janeiro o Procon de Joaçaba realizou uma pesquisa de preços do material escolar em 7 estabelecimentos no município. Na pesquisa foi constatado muita variação de preço levando-se em consideração as marcas dos produtos. Em determinado produto da mesma marca constatou diferença de preço de até 254% entre os estabelecimentos pesquisados. 

"O objetivo do PROCON não é mostrar onde está mais barato ou mais caro, mas sim conscientizar o consumidor que se ele pesquisar vai encontrar um produto de qualidade por um preço justo!" Destacou o órgão que ainda elaborou dicas para as compras:

• Prestar atenção na marca e na quantidade dos produtos.

• Escola não pode pedir na sua lista material de uso coletivo, como por exemplo: material de limpeza, de expediente ou de escritório. Só pode pedir aquele material de uso individual do aluno.

• Escola não pode indicar marca e nem local para comprar e também não pode vender produto dentro do seu estabelecimento, a não ser aqueles confeccionados pela própria instituição, como por exemplo apostilas. (mas os pais tem que estar cientes)

• Verificar com outros pais de alunos de séries mais avançadas, para ver da possibilidade de reutilizar livros – material didático – etc... adquirindo por um valor mais em conta ou até mesmo por doação.

• Se possível fazer compras conjunta com outros pais para poder solicitar maior desconto.

• Não comprar produtos que estão em destaque, por exemplo: (desenho animado – super herói – personagens infantis), esses estão sempre mais caros.

• E sempre pesquisar os preços, levando em consideração marca, quantidade e qualidade do produto.

Os contatos do Procon para dúvidas são: 49 3521-3969 - 3522-4722 - WHATS 9 9912-4105 ou ligação de fixo para 151. 

E-mail: [email protected]

Confira abaixo a lista com os estabelecimentos pesquisados:


Notícias relacionadas