Assista! Mulher que matou o marido e colocou o corpo em freezer se apresenta à polícia

Apresentação aconteceu no começo da tarde desta segunda-feira, 21. Ela confessou o crime.

, 43.721 visualizações

Claudia Fernandes Tavares Hoeckler, de 40 anos, que confessou ter matado o marido Valdemir Hoeckler, 52 anos, se entregou à polícia no começo da tarde desta segunda-feira, 21. A professora estava acompanhada de seus advogados e chegou em um veículo, o paradeiro dela antes de se entregar era desconhecido.

No momento da apresentação, em frente a delegacia de polícia de Joaçaba, a reportagem do Portal Éder Luiz questionou a professora sobre a motivação do crime, mas ela ficou em silêncio e seus advogados falaram que ela não daria declarações. Na sequencia, Cláudia foi levada ao segundo andar do prédio e entrou na sala da Divisão de Investigações Criminais (DIC) onde prestará depoimento, para depois ser levada ao presídio.

Claudia Fernandes Tavares Hoeckler acompanhada de seus advogados
Claudia Fernandes Tavares Hoeckler acompanhada de seus advogados

Detalhes do crime

Pouco antes da apresentação de Cláudia, nossa reportagem conversou com o advogado Marco Antônio Vasconcelos Alencar Júnior. Questionamos o defensor sobre os motivos do crime e como teria acontecido.

"Ela assume que matou por que chegou ao limite. Uma mulher maltratada, subjugada, que foi violentada física e psicologicamente durante 22 anos e por vezes até sexualmente. E neste instante, para sobreviver, ela acabou chegando ao ato de morte do marido".

Sobre os métodos que foram usados por ela para cometer o crime o advogado confirmou que o homem foi dopado e depois asfixiado.

"Temos que pensar que a mulher, quando mata, ela faz de uma forma diferente do homem, que tem uma força e consegue fazer algo muito mais sútil, ela precisou de medicamento e asfixia".

Perguntado sobre por que a vítima foi colocada no freezer o advogado disse que não entraria no contexto, mas que foi essa a ordem do crime.

O caso

A professora e Valdemir, que estava desaparecido desde a segunda-feira, dia 14, foram casados por 22 anos e tiveram uma filha. A vítima tem outros três filhos de um casamento anterior.

O assassinato foi descoberto na noite do último sábado, 19, depois de Valdemir ter sido dado como desaparecido na segunda-feira, 14.

Segundo as informações levantadas pela polícia, a esposa Claudia Fernandes Tavares Hoeckler, de 40 anos, deu comprimidos para que o homem dormisse e quando ele estava desacordado usou uma sacola de supermercado para asfixiar a vítima.

Valdemir foi encontrado amarrado e enrolado em um lençol dentro do freezer. As causas oficiais da morte serão apontadas pela perícia.

Notícias relacionadas