Não é uma onça o felino encontrado morto na região

Vídeo do animal circula pelas redes sociais.

, 27.697 visualizações
Não é uma onça o felino encontrado morto na região

A Polícia Militar Ambiental esclareceu sobre o aparecimento de uma suposta onça encontrada morts na região. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o animal e a pessoa que postou fala que trata-se de uma onça. Em nota a PM Ambiental informou que é uma jaguatirica.

Leia a nota:

Está circulando pelas redes sociais e mídia em geral que teria sido localizada uma onça pintada morta próximo ao trevo da BR 153 com a 282, "Trevão do Irani".

Diante da situação, na manhã desta terça-feira (30), policiais do Grupamento de Polícia Militar Ambiental de Concórdia estiveram no local a fim de examinar o animal, verificando tratar-se de um indivíduo adulto da família Felidae, conhecido popularmente por jaguatirica, pesando aproximadamente 14 kg. O animal possui características de ter sofrido atropelamento, fato comum na nossa região em razão da ausência de corredores ecológicos e passagens de fauna.

A jaguatirica encontra-se ameaçada de extinção, não tendo muitos registros de visualizações na região.

Como a maioria dos felinos, é um animal noturno, dormindo de dia e saindo à noite para caçar, embora possa ser encontrada caçando durante o dia também.

Mais características da jaguatirica:

- As jaguatiricas são carnívoras, alimentando-se, principalmente, de mamíferos de pequeno porte, roedores, aves, répteis e ovos de tartaruga. Possuem a habilidade de escalar árvores e já foram vistas nadando em busca de peixes para se alimentar;

- Sua principal característica física é a presença, na sua pelagem, de manchas amarelas cercadas de preto, na posição horizontal. Nas pernas do animal, as manchas são de cor preta e formato arredondado;

- Em seu habitat, uma jaguatirica saudável pode viver entre 18 e 20 anos;

- A fêmea dá a luz a cada dois anos e o período gestacional dura entre 72 e 82 dias. Numa gestação nascem um ou dois filhotes normalmente, que dependerão apenas da mãe por muitos meses. A mãe é quem ensina os filhotes a caçar e se proteger;

- A Jaguatirica encontra-se ameaçada de extinção. Alguns estudos estimam que na década de 60 e 70 o comércio de peles matou cerca de 200 mil indivíduos. Os principais fatores que desfavorecem a sobrevivência deste animal atualmente são: a falta de alimento, a redução do seu habitat causada pelo desmatamento, a caça predatória para utilização da pele do animal e a caça de filhotes;

- Vale ressaltar o aumento no interesse das pessoas de aprisionarem animais selvagens para tratá-los como animais domésticos. Como as jaguatiricas podem apresentar pequeno porte, algumas pessoas roubam os filhotes para domesticá-los apenas para seu deleite pessoal.

É proibido caçar e manter animais silvestres em casa sem autorização.


Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas