Obra escrita por Rogério Sganzerla aos sete anos é relançada em Joaçaba

"Novos Contos" reúne material escrito em 1954 e ganha lançamento na terra natal do artista nesta semana.

, 771 visualizações
Fotos: Miríade Edições
Fotos: Miríade Edições

Em 1954 e aos setes anos, Rogério Sganzerla foi sozinho a uma tipografia em Joaçaba. O motivo: queria imprimir um livro! Entregou ao tipógrafo quatro pequenos contos que escrevia escondido de seus pais e saiu de lá com sua primeira publicação, chamada "Novos Contos".

A obra é uma reunião de quatro contos escritos às escondidas por Rogério, como confidenciou sua mãe, Zenaide Sganzerla, aos 99 anos, a Gabriela Bresola, da Miríade Edições que idealizou o projeto da reedição do "Novos Contos". 

Fotos: Miríade Edições
Fotos: Miríade Edições

Quatorze anos mais tarde, com apenas 22 anos, Rogério seria reconhecido como um dos mais inventivos e radicais cineastas do país ao lançar seu primeiro filme, "O Bandido da Luz Vermelha", em 1968. Um grande sucesso de crítica e público à época. "O Terceiro Mundo vai explodir e quem tiver de sapato não sobra."

Para ele e para muitos de seus amigos e críticos, a obra precoce seria um índice de sua criatividade anárquica, que se manifestava desde a infância.

Gabriela Bresola, da Miríade Edições é natural de Joaçaba e também foi responsável por outros projetos que evidenciam a região, como o lançamento do filme "Grinfia", filmado em Herval d' Oeste e que conta a história do dialeto criado por meninos da ferrovia para se comunicar.

O interesse de Gabriela por Sganzerla surge principalmente em pensar a cidade em diferentes épocas. "Sempre contam que ele ia ao cinema mais de uma vez por dia. Joaçaba tinha três cinemas. Hoje, dois são igrejas universais e um virou uma loja de móveis. Ou quando ele viajava sozinho de trem, criança, pelas cidades vizinhas, e eu só conheci os trilhos de trem abandonados." 

O interesse pelo "Novos Contos" veio durante entrevistas com a família de Rogério para a produção de um documentário, quando teve acesso a uma cópia da edição original do livro.

O Grafatório entrou na história quando Felipe Melhado, co-editor do livro pelo Grafatório, participou de uma feira em São Paulo com a Miríade Edições. Foi assim que conheceu Gabriela e se interessou pelo projeto.

Fotos: Miríade Edições
Fotos: Miríade Edições

A publicação já foi lançada em Londrina, Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis e Porto Alegre e agora ganha um circuito de lançamento em Joaçaba, que acontece nesta sexta-feira (26), acontece às 20h no Sesc Joaçaba, com exibição de filme e participação de amigos do cineasta no relançamento do livro "Novos Contos", de Rogério Sganzerla. O circuito de lançamento ocorre em Joaçaba em três ações distintas:

Uma oficina de tipografia com Grafatório edições, pensada a partir do livro e do cinema de Sganzerla, uma visita em escolas com oficina e o lançamento do livro com exibição e conversa.

OFICINA TIPOGRAFIA SGANZERLA

25 de outubro / quinta-feira das 18h até 22h / Sesc Joaçaba [inscrições prévias, mas pode ser na própria quinta um pouquinho antes de começar]

mais informações: Oficina Tipografia Sganzerla, com Grafatório Edições

LANÇAMENTO "NOVOS CONTOS"

26 de outubro / sexta-feira 20h / Sesc Joaçaba - gratuito

Lançamento com exibição de filme e participação de amigos do cineasta.

mais informações: Lançamento do livro "Novos Contos", de Rogério Sganzerla


CONGRESSO INTERDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO, MÍDIA E SOCIEDADE NA UNOESC

Além deste Circuito Sesc, o livro também será apresentado no dia 26/10, 8h, no Congresso Interdisciplinar de Comunicação, Mídia e Sociedade na Unoesc e no mesmo dia a festa de comemoração de lançamento Lado B será no Bar Bola 7 a partir das 21h30.

CLIQUE PARA COMPRAR O LIVRO?

Fonte:

Paula Patussi

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas