Opinião! Estado de calamidade da BR-282 já antecipava tragédia que matou dois caminhoneiros

Acidente na manhã desta terça-feira, 21, foi registrado em um dos piores trechos da rodovia em Santa Catarina.

, 7.692 visualizações
(Foto: Corpo de Bombeiros)
(Foto: Corpo de Bombeiros)

A morte de dois trabalhadores na manhã desta terça-feira, 21, que dirigiam caminhões pela BR-282 em Ponte Serrada, causou comoção e indignação.

O trecho é um dos piores do estado! Quem se arrisca ou é obrigado a trafegar por ele, sabe que convive com o perigo. A extensão que vai desde Irani até Ponte Serrada é tomada por buracos, crateras enormes, que obrigam manobras arriscadas para evitar danos e acidentes.

Um destes buracos pode ter causado a tragédia que matou os dois motoristas. O policial penal Fernando Soave declarou em entrevista a Radio Oeste Capital, de Chapecó, que o motorista da carreta teria desviado de um buraco na pista e colidiu frontalmente contra a carreta de combustível, que fazia o sentido contrário. Os dois condutores morreram na hora.

Era mais do que claro que uma tragédia poderia acontecer, só não viu quem de fato deveria ter tomado providências, autoridades políticas que se escondem atrás de seus cargos. Enquanto poucos se manifestaram e cobraram soluções, os governos estadual e federal são omissos, numa briga de empurra mesquinha e covarde.

A manutenção da rodovia é sim responsabilidade do Governo Federal, mas o estado poderia incluir ela como prioridade para recuperação, buscando com seus deputados e senadores que fosse cumprido o papel da União.

Faltou interesse de todos, aliás, falta há muito tempo!

Quem conhece o trecho sabe que ele vive em manutenção, com tapa-buracos que duram uma chuva mais forte. Não é de agora, são gerações de governantes que se lixam para a região, mas que prometem maravilhas a cada eleição. E ai vem mais uma, quem será o salvador da pátria desta vez?

O trecho em questão é um corredor de riquezas, de indústrias que somam fortunas em impostos para SC e para o Brasil, só por isso já teria que ter ser duplicado.

Para as famílias que perderam seus entes queridos hoje e as inúmeras ao longo do tempo, já não basta mais condolências, mensagens de apoio e promessas. É preciso agir, precisamos de gente com vergonha na cara, com respeito e empatia pelo trabalhador, mas acima de tudo com Amor pela Vida!

Notícias relacionadas