Pacientes graves estão à espera de vagas de UTIs Covid em SC

Todos estão hospitalizados em leitos de enfermaria de quatro regiões diferentes do Estado.

, 950 visualizações
Quatro pessoas morreram no Estado enquanto aguardavam na fila(Foto: Andreas Solaro/AFP)
Quatro pessoas morreram no Estado enquanto aguardavam na fila(Foto: Andreas Solaro/AFP)

Um dia após quatro pessoas com coronavírus morrerem à espera de leitos de UTI, Santa Catarina volta a registrar hospitais cheios e doentes atrás de uma vaga para tratamento intensivo em diferentes regiões do Estado, especialmente na Grande Florianópolis, no Oeste e na Serra e Meio-Oeste.

Segundo apuração da NSC TV, somente neste sábado (27) 11 pacientes estavam na fila e aguardavam transferência para outra região do Estado, porque não havia vagas nos hospitais em que estão internadas em cidades como Florianópolis, Joaçaba, Lages e Chapecó. As informações foram obtidas através de documentos da central de regulação, que cuida do deslocamento dos pacientes.

Nos pedidos obtidos pela reportagem, a regulação das macrorregiões explica a falta de leitos de UTI Covid-19 e solicita que os pacientes sejam inseridos na busca estadual.

Ao longo da tarde deste sábado, apenas um dos 11 pacientes à espera de transferência, conseguiu um leito de UTI, segundo o sistema da central de regulação.

Os pedidos de transferência na central de regulação contrastam com os dados do painel de leitos do governo do Estado, divulgado diariamente. No boletim das 11h deste sábado, apenas a Grande Florianópolis aparecia como região com 100% dos leitos de terapia intensiva para pacientes com coronavírus ocupados.

Ao contrário do que mostrou o painel do Estado, que não apontava as regiões Oeste, Serra e Meio-Oeste com 100% de ocupação de leitos UTI Covid, pacientes dessas regiões não conseguiram internação durante a manhã, justamente pela falta de vagas.

No painel, a ocupação geral de leitos adulto financiado pelo SUS é de 95,02%, com apenas 64 leitos disponíveis para todos os moradores de Santa Catarina em tratamento para coronavírus e outras doenças.


Fonte:

NSC

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas