Polícia Civil de Joaçaba registra quase todo mês um caso de abuso sexual ou de maus tratos contra crianças

Crimes, em sua maioria, são cometidos contra meninas e dentro de casa.

, 2.815 visualizações
Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso de Joaçaba
Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso de Joaçaba

Em nosso dia a dia não paramos para pensar, mas as vezes muito próximo da gente estão acontecendo casos de abuso sexual ou maus tratos contra crianças. Esse tipo de crime não é tão divulgado, mas representa uma parcela importante das investigações da polícia. Para proteger as crianças e famílias envolvidas e não o abusador, que é julgado com rigor, os casos são mantidos em absoluto sigilo.

Joaçaba possui uma delegacia especializada para atender crimes como estes, a Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso), que atende oda a região. O delegado responsável pela Dpcami, Antônio Lucas Ferreira Pinto, confirma as denúncias são frequentes. Segundo ele, todos os meses casos chegam para investigação. Todos eles são averiguados com muita responsabilidade.

"Todo mês chegam denúncias. São relacionadas a maus tratos ou abusos de crianças, a maioria menores de 10 anos e meninas. As vezes a criança repassa a informação para os professores ou a mãe e ai encaminhamos para a psicóloga, por isso não tomamos nenhuma providência antes, a não ser que haja mesmo o caso de abuso, onde já mandamos para exames. Isso é necessário para ver se procede a denúncia". Comenta o delegado.

Ele confirma que houve uma denúncia recente de abuso sexual em Joaçaba.

"Tivemos um caso de suspeita de abuso nas últimas semanas, mas não divulgamos por que antes temos que confirmar se realmente aconteceu. Primeiro encaminhamos para a psicóloga e depois damos andamento na investigação, se realmente proceder".

As denúncias são importantes, assim como a sociedade estar atenta e zelando pelas crianças e adolescentes. Os casos que são encaminhado para a Polícia Civil recebem um tratamento especializado, para não causar maiores traumas as crianças.

"Temos uma delegacia especializada, com a maioria das policiais femininas, o que facilita o atendimento para as vítimas. É interessante que seja comunicado o quanto antes a polícia, por que aqui vamos saber como agir e evitar que a criança fique sendo ouvida várias vezes sobre o fato o que pode causar um trauma mais sério".

A Polícia Civil dispõe do número 181 para denúncias anônimas, onde qualquer cidadão pode entrar em contato e enunciar casos contra crianças e adolescentes.

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas