Preso suspeito de ser um "serial killer" de animais em Campos Novos

Vídeos mostram acusado levando cães amarrados em uma corda, um deles foi cruelmente apedrejado.

, 7.643 visualizações
Preso suspeito de ser um "serial killer" de animais em Campos Novos

Após denúncias de voluntários da ANA (Ajude Nossos Animais) e de pessoas anônimas da comunidade, foi preso nesta segunda-feira (28), um rapaz de 19 anos, morador da proximidades do centro de Campos Novos, suspeito de ter praticado uma série de mortes contra cães, parte deles, que eram acompanhados pela ANA e alimentados por protetores ao redor da Praça Lauro Müller.

O suspeito foi preso pela Polícia Civil na casa dele, após constatação em dois vídeos, onde o jovem com uma corda amarrada aos animais, puxava os cães. Um deles, conhecido como "O cabeça preta" , acompanhado pela ANA, após ser visto com o acusado no dia 8 de março, desapareceu. O outro animal, filmado amarrado pelo acusado, foi encontrado apedrejado, e está em uma clínica da cidade, com múltiplos ferimentos. 

Na casa do jovem, a polícia encontrou um órgão, similar a um coração de um animal, em um vidro, amostra que foi recolhida para perícia e que pode ser de um dos cães desaparecidos desde o inicio deste mês. 

Segundo uma das voluntárias da ANA, são aproximadamente 15 cães desaparecidos em bairros e no centro da cidade.

"Animais dóceis, castrados, vacinados e que as pessoas diariamente alimentavam, cuidavam, podem ter sido cruelmente mortos", adverte a voluntária. 

A ANA espera que a população que apoia a causa animal, se reúna em frente ao Fórum da Comarca de Campos Novos, na terça-feira (29), a fim de pedir, que a audiência de custódia, mantenha a prisão do suspeito.

"Se for solto, diante de toda essa crueldade feita com os nossos animais, pode fazer também com uma criança", teme.

Investigação 

De acordo com as denúncias, no dia 8 de março, o rapaz de 19 anos foi visto com uma corda levando um dos animais comunitários que convivem na Praça Lauro Müller, acompanhados pela ANA. Uma das voluntárias que abordou o suspeito, conseguiu identificação. Nas proximidades da casa do suspeito, animais eram vistos, mas até então, a justificativa era que o mesmo amarrava os cães para depois soltar.

Após notícias do desaparecimento de vários animais, nesta segunda-feira um dos cães, filmado em vídeo com o suspeito, foi encontrado já quase sem vida, apedrejado. A polícia foi chamada por populares. 

Há também suspeita de mais ossadas de animais estarem enterradas em um capão nas proximidades do Galpão Crioulo. Uma ossada já foi encontrada por voluntárias da ANA. 

A ANA pede a quem tiver animais desaparecidos, que registre Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia de Campos Novos. 

Matar animais domésticos e silvestres é crime. A pena é de dois a cinco anos de reclusão.  

Fonte:

Rosey S Rossi- Rádio Cultura

Notícias relacionadas