Promotor Protásio Campos Neto deixa a comarca de Joaçaba após 23 anos

O Promotor relembra em vídeo os casos de grande repercussão em que atuou.

, 10.188 visualizações

O Promotor de Justiça Protásio Campos Neto está deixando a promotoria criminal de Joaçaba após 23 anos de atuação. A notícia foi confirmada pelo Promotor em uma entrevista ao Portal Éder Luiz, que você assiste no destaque.

Protásio passará a atuar nos próximos dias em Florianópolis, na 6ª Procuradoria Criminal, mas manterá residência em Joaçaba.

Sua passagem pela região foi marcada por uma atuação destacada em casos de grande repercussão e contribuiu para o reconhecimento da promotoria criminal como uma das mais produtivas e atuantes na comarca.

Casos emblemáticos

Durante a entrevista, Dr. Protásio relembrou sua atuação em casos que causaram grande repercussão e comoção na comunidade regional e estadual. Entre eles está a atuação no combate as organizações criminosas que tentaram se instalar em Joaçaba nos últimos anos, tendo o último grupo, com mais de 40 presos, uma pena somada superior a 700 anos de prisão.

Outro caso foi o bárbaro crime em que a estudante Mariane Telles, 17 anos, foi morta na unidade do Senai de Joaçaba e o autor preso e condenado. O júri movimentou a opinião pública e o assassino, Vagner Fernandes do Nascimento, foi condenado á 31 anos de prisão em regime fechado.

Mas, o caso mais emblemático de todos para o Promotor foi o assassinato da menina Andressa, em Luzerna no ano de 2010, cujo autor do crime segue até hoje desconhecido. O processo está arquivado, esperando que alguma prova concreta apareça para ser reaberto. "Sinto que tenho um débito com a sociedade e com a minha consciência neste caso", disse.

Amor por Joaçaba

"Sou um defensor de Joaçaba, mais até do que quem é daqui", diz com expressão de orgulho o Promotor . Esse amor pela cidade, que também lhe deu esposa e um filho, fez com que Protásio Campos Neto fosse homenageado em 2018 e recebesse uma moção na Câmara de Vereadores, quando completou 20 anos de atuação na comarca.

"Agora em Florianópolis estaremos de portas abertas e terei sempre um carinho especial para os processos de Joaçaba e Herval d´Oeste que apontarem por lá". Finalizou o Promotor.

Biografia

Natural de Lages/SC, Protásio Campos Neto é formado em Ciências Contábeis e Direito. Atuou como advogado em Lages por dois anos, sendo que em outubro de 1992 passou a fazer parte dos quadros do Ministério Público de Santa Catarina, como Promotor de Justiça.

Após atuar em outras comarcas, iniciou suas atividades em Joaçaba em 22 de agosto de 1998. Na Comarca de Joaçaba atuou e ainda atua em diversas áreas jurídicas, sendo a principal delas a área criminal.

Notabilizou-se pelas suas atuações no júri popular, do qual legou notoriedade pública pelo zelo, conhecimento e profissionalismo como Promotor de Justiça. 

Notícias relacionadas