Recuperada da Covid, mãe de SC conhece filha recém-nascida um mês após o parto e vai às lágrimas

Após deixar UTI onde estava internada por causa do coronavírus, mulher de 35 anos pôde ver pessoalmente e tocar a filha pela primeira.

, 747 visualizações
Mãe e filha se encontram um mês após o parto em SC — Fotos: Hospital Regional Alto Vale/Reprodução
Mãe e filha se encontram um mês após o parto em SC — Fotos: Hospital Regional Alto Vale/Reprodução

Um mês depois do nascimento, uma mãe catarinense pôde conhecer a filha recém-nascida. O encontro de Sirlene Aparecida Kohl Ribeiro Branco, de 35 anos, com a pequena Bianca ocorreu na quinta-feira (10) no hospital de Rio do Sul, no Vale do Itajaí, e foi registrado pela equipe médica. A mãe foi às lágrimas ao ver pela primeira vez a filha pessoalmente.

Grávida, Sirlene deu entrada no Hospital Regional de Rio do Sul no dia 29 de abril por causa da Covid-19. A mãe foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade e apresentou complicações no quadro. A equipe médica realizou o parto do bebê com 29 semanas no dia 10 de maio.

"Bianca nasceu no dia 10 de maio e pesando 1 quilo. Esse parto prematuro se deu em razão do agravamento do quadro de Covid da mãe que estava na UTI do hospital. Bianca está evoluindo bem e dentro de poucas semanas vai entrar em condição de alta hospitalar", informou a pediatra da unidade, Marlou Cristine Ferreira Dalri.

Segundo o hospital, Sirlene se recuperou da Covid e foi transferida da UTI para a enfermaria na terça-feira (8). Na quinta-feira (10), foi à ala infantil conhecer a menina. A bebê ainda não tem data para deixar o hospital, segundo a unidade. No mesmo dia, a mãe recebeu alta médica.

Encontro

Para realizar o encontro de mãe e filha, uma equipe multidisciplinar do hospital preparou o ambiente da UTI neonatal onde a bebê Bianca está internada.

Balões foram colocados em volta da incubadora para recepcionar a mãe, que também foi aplaudida pela equipe médica. O encontro durou 20 minutos.

A mãe foi paramentada e, ainda utilizando uma cadeira de rodas, conheceu a filha. Sirlene se emocionou a ver a filha que ainda está na incubadora. Com a ajuda de uma enfermeira, a mãe pôde também tocar a bebê pela primeira vez.

Bianca, segundo a equipe médica, está ganhando peso e evoluindo bem. A mãe é de Agrolândia, na mesma região, e tem mais quatro filhos.

Fonte:

G1/SC

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas