SC confirma cinco casos importados da variante Delta do coronavírus

Os pacientes são tripulantes de um navio que está ancorado no porto de São Francisco do Sul, no Litoral Norte de Santa Catarina.

, 1.008 visualizações
SC confirma  cinco casos importados da variante Delta do coronavírus
Imagens: Prefeitura de Joinville/Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou os cinco primeiros casos importados - transmissão fora do estado - de Covid-19 da variante Delta. Os pacientes são tripulantes de um navio que está ancorado no porto de São Francisco do Sul, no Litoral Norte de Santa Catarina.

Segundo a pasta, o resultado do sequenciamento genômico foi confirmado nesta terça-feira (20) pela Fundação Oswaldo Cruz, após encaminhamento das amostras pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SC). A Diretoria de Vigilância em Saúde foi notificada no dia 14 de julho e segue acompanhamento o caso em parceria com a Gerência Regional de Saúde em Joinville e a Secretaria Municipal de Saúde de São Francisco do Sul e Joinville.

Os pacientes, segundo a Dive, estavam no navio M/V ARISTIDIS, de bandeira do Chipre, que chegou ao Estado no dia 13 de julho, vindo da Austrália. Ele também passou por países como Singapura e Índia, sendo a última parada na Ilha de Reunião, no continente da África, em junho.

Dos 22 tripulantes do navio, 14 deles positivaram para Covid-19 no dia 13 de julho. Dentre eles, seis precisaram ser internados por apresentarem sintomas moderados em um hospital particular de Joinville. Desses, cinco foram confirmados com a variante. Todos já receberam alta.

Durante a internação, segundo a prefeitura de Joinville, eles permaneceram isolados, sem contato com outros pacientes e com todo os cuidados de preucação por parte dos profissionais da saúde. Eles já voltaram para o navio e seguem sendo monitorados pela vigilância epidemiológica de São Francisco do Sul e em quarentena, segundo a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A primeira aparição da variante Delta ocorreu na Índia, em outubro de 2020. Em maio desse ano, após ser associada ao agravamento da pandemia, a cepa foi declarada como variante de preocupação pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Até o dia 19 de julho, já foram confirmados 110 casos da variante no Brasil. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, ela já apresenta transmissão comunitária.

Fonte:

NSC Total

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas