Temporal causa destruição no município de Rio das Antas no Meio-Oeste

Comunidades do interior foram as mais afetadas.

, 3.867 visualizações
Propriedade rural teve máquinas afetadas e animais atingidos
Propriedade rural teve máquinas afetadas e animais atingidos

Pontes e partes de casas arrancadas pela força da água, propriedades e construções inundadas, máquinas e equipamentos agrícolas danificados, pomares e plantações destruídos, estradas danificadas após virarem rios e diversos outros estragos foram causados por um forte temporal que atingiu o município de Rio das Antas, no Meio-Oeste catarinense, na tarde e noite desta segunda-feira (04). As localidades mais atingidas são Linha Glória, Rio Preto e Rio Tigre, onde algumas famílias ficaram desabrigadas. As informações são do Portal RBV.

A região central da cidade também foi afetada e até ruas foram interditadas após a enxurrada alagar vários pontos. A rua Lontras, que dá acesso a comunidades do interior, foi totalmente interditada pela Defesa Civil, por volta das 21 horas.

O rastro de destruição foi causado por uma forte enxurrada após chover mais de 100 mm em menos de 12 horas, de acordo com dados da Epagri/Ciram. A chuva caiu durante grande parte do dia, mas foi no início da noite que o maior volume de precipitação caiu em pouco tempo causando grande destruição.

Baias dos porcos foram alagadas em propriedade rural
Baias dos porcos foram alagadas em propriedade rural

Equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Prefeitura estão atuando para auxiliar moradores atingidos. A Defesa Civil informou que em um primeiro momento, as equipes estão prestando socorro à população mais atingida. Em seguida, o trabalho estará focado na recuperação dos locais atingidos, de acordo com a Prefeitura, e posteriormente serão contabilizados os estragos.

Os secretários municipais estão à campo, coordenados pelo prefeito João Carlos Munaretto, e pelo vice-prefeito Selmir Bodanese, em apoio às ações da Defesa Civil e dos Bombeiros. Bodanese disse que esse é o oitavo episódio de destruição e prejuízos causado por chuvas e vendavais que os rioantenses enfrentam nos últimos três anos. O vice-prefeito se solidarizou com as famílias atingidas e disse que a Administração Municipal está trabalhando para auxiliar a comunidade a enfrentar esse momento difícil.

Uma importante rota de desvio da SC-135, recém recuperada, também voltou a ficar bloqueada nesta segunda-feira (04) após o nível do Rio do Peixe subir e alagar trechos da Linha XV de Novembro, entre Ipoméia e Gramado.

Notícias relacionadas