Viajante espacial! Cometa Leonard é fotografado na região

Após uma série de passagens sobre a Terra, o cometa foi em direção ao Sol podendo ter deixado de existir.

, 2.361 visualizações
Viajante espacial! Cometa Leonard é fotografado na região
Imagens: Arquivo pessoal

Milton Silva Junior, morador de Ouro, que possui o Instagram @fotografias.do.universo fotografou recentemente o cometa Leonard, descoberto há apenas um ano e formalmente é conhecido como Cometa C/2021 A1.

Esse cometa fez sua passagem mais próxima da Terra em dezembro, marcando o auge de um mês repleto de oportunidades de observação, principalmente para os observadores do Universo. E as fotografias registradas por ele serão importantes recordações uma vez que, após a aproximação com a Terra, Leonard se dirigiu a um encontro próximo com o Sol, na primeira segunda-feira de 2022. É um momento crítico, já que a essa distância ele terá que sobreviver à intensa força gravitacional de nossa estrela, e também aos ventos solares. Assim como ocorre com muitos outros cometas ao fazer esse giro próximo pelo Sol, pode ser que ele tenha se despedaçado. 

O interesse de Milton por astronomia veio desde que era criança, quando na casa da avó ficava observando o céu e se perguntando sobre as estrelas e o universo. O tempo foi passando e com o acesso à internet ele foi se aprofundando e buscando mais informações relacionadas à astronomia e astrofísica. 

Imagens: Arquivo pessoal

Em 2017, ele decidiu comprar um telescópio refletor newtoniano de 150 mm, o que possibilitou que enxergasse a Lua e seu relevo, as crateras, o planeta vênus, Saturno e seus anéis, Júpiter e suas quatro maiores luas e outras galáxias e aglomerados estelares. Além disso, com o uso desse equipamento e com o auxílio de uma câmera fotográfica profissional têm captado boas imagens de diferentes objetos que estão presentes no céu. 

A foto do cometa foi feita na Zona Rural do município de Capinzal. Foram várias tentativas até encontrar o cometa e em seguida a produção de várias fotos que são editadas em um programa específico que junta as imagens e revelam os detalhes e cores do objeto que foi capturado. 

Imagens: Arquivo pessoal

Sobre o cometa Leonard

Descoberto por Greg J. Leonard nos primeiros dias de 2021 a partir do Observatório Mount Lemmon, no estado americano do Arizona, o cometa que leva o nome de seu descobridor já dava indícios, desde as primeiras previsões, de que poderia se tornar muito brilhante e proporcionar um verdadeiro espetáculo.

Composto de gelo, poeira e gases congelados oriundos das regiões mais frias dos confins do Sistema Solar, após a aproximação com a Terra, Leonard se dirigiu a um encontro próximo com o Sol, na primeira segunda-feira de 2022. É um momento crítico, já que a essa distância ele terá que sobreviver à intensa força gravitacional de nossa estrela, e também aos ventos solares. Assim como ocorre com muitos outros cometas ao fazer esse giro próximo pelo Sol, pode ser que ele tenha se despedaçado.

Notícias relacionadas