Luciano Hang diz não ter ocultado causa da morte da mãe, elogia Prevent e ataca CPI

Confira o que diz a nota divulgada.

, 1.546 visualizações
Luciano Hang diz não ter ocultado causa da morte da mãe, elogia Prevent e ataca CPI

O empresário Luciano Hang disse hoje ter "total confiança nos procedimentos adotados pela Prevent Senior" e afirmou que nunca ocultou o motivo da morte da mãe e que o episódio está sendo usado como "artifício político" pela CPI da Covid.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo afirmou que 15 médicos que dizem ter trabalhado para o plano de saúde entregaram um dossiê à comissão do Senado, apontando que a declaração de óbito da mãe de Hang, Regina Modesti Hang, foi fraudada.

Ela morreu aos 82 anos em fevereiro deste ano após ser internada com covid-19, mas o prontuário médico dizia que a morte foi em decorrência de uma pneumonia bacteriana, de acordo com o Estadão.

Na nota divulgada hoje, após a repercussão do caso, Hang afirma que a "covid passou, mas ficaram as complicações por conta das comorbidades e, por isso, infelizmente ela se foi".

"Tenho total confiança nos procedimentos adotados pelo Prevent Senior e que tudo que era possível foi feito. Deixei claro a causa do falecimento de minha mãe em várias manifestações públicas e nas redes sociais, nunca foi segredo", disse ele na nota divulgada nesta quarta-feira à noite.

Em fevereiro, Hang lamentou a perda da mãe. "A dor de perder uma mãe é inexplicável, é um buraco enorme que se abre no peito, mas logo será preenchido por saudades e boas lembranças dos momentos únicos que compartilhamos juntos", disse Luciano Hang em postagem no Instagram, após agradecer a todos os profissionais que estiveram com Regina nos últimos dias.

Hang nega uso do kit covid

Hang negou ainda que a mãe teria recebido os medicamentos do chamado "kit covid" preventivamente.

"Ela era cardíaca, tinha diabetes, insuficiência renal, sobrepeso e outras comorbidades. Tomava dezenas de medicamentos diariamente, por isso não fizemos tratamento preventivo, aquele realizado antes de contrair o vírus.".

De acordo com a reportagem do Estadão, o dossiê indica que "o prontuário médico da sra. Regina Hang prova que ela utilizou o kit antes de ser internada e que repetiu o tratamento durante a internação, assim como registram que seu filho, sr Luciano Hang, tinha ciência dos fatos".

Hang é apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Após a morte da mãe, ele publicou um vídeo em suas redes sociais em que dizia lamentar que a mãe não tivesse recebido o tratamento precoce.

A gravação foi exibida mais cedo em sessão da CPI. O relator, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) classificou o comportamento do empresário como "macabro" e "repugnante".

Hang criticou membros da CPI da Covid, sem citar nomes. "Lamento que um assunto tão delicado seja usado como artifício político para me atingir, pelo simples fato de eu não concordar com as ideias de alguns membros que fazem parte dessa CPI."

Fonte:

UOL

Comentários

O Portal Éder Luiz se exime de qualquer responsabilidade por comentários postados por seus leitores. Os comentários não representam a opinião do Portal e toda responsabilidade está a cargo de quem os postar.

Notícias relacionadas